Exportações sergipanas crescem 55% no primeiro semestre

0

As exportações sergipanas seguem em ritmo acelerado de crescimento em 2011. Isto porque os números mostram que, neste primeiro semestre, Sergipe apresenta um crescimento nas exportações de 54,9%. De janeiro a junho de 2010 o Estado havia exportado US$ 27,6 milhões, sendo que neste ano as exportações já somam US$ 42,8 milhões.

Para o secretário Zeca da Silva, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), o fomento as exportações é importante. “A perspectiva é a de que Sergipe consiga, nos próximos anos, ampliar as exportações, sobretudo porque a Política de Desenvolvimento Industrial de Sergipe (PDI-SE), lançada em maio deste ano, contempla uma série de estratégias e ações que visam a elevação das exportações na estrutura produtiva do Estado”, explica.

Na análise mensal, observa-se que em todos os meses de 2011, a exceção de maio, o volume exportado sempre foi maior que o do ano anterior, sendo o destaque o mês de fevereiro, quando as exportações foram 161,9% maior do que em 2010. Avaliando-se apenas o resultado para o mês de junho, verifica-se que as exportações somaram US$ 4,235 milhões, representando um aumento de 0,4% em relação a junho do ano anterior, e um crescimento de 34,8% em relação a maio de 2011. “Os produtos de destaque nas exportações de Sergipe são o suco de laranja, o açúcar e os calçados”, ressalta o economista do departamento técnico da Sedetec, Danilo Munduruca,.

O suco de laranja, tradicional item da pauta, registrou exportações de US$ 12,3 milhões, respondendo por 28,8% da pauta deste ano, sendo o montante exportado 27% superior ao do primeiro semestre de 2010. Os principais compradores do suco de laranja sergipano são Holanda (US$ 4,587 milhões), Bélgica (US$ 3,052 milhões) e Turquia (US$ 1,543 milhões).

O açúcar soma US$ 13,0 milhões, respondendo por 30,3% das exportações estaduais no ano, adquiridos por Rússia (US$ 7,267 milhões), Canadá (US$ 1,606 milhões), Colômbia (US$ 1,827 milhões), Benin (US$ 1,022 milhões) e Cabo Verde (US$ 0,730 milhões).

Outro segmento importante, o de calçados, responde por US$ 10,0 milhões, ou 25,9% do que o Estado exportou neste ano, sendo o mercado consumidor constituído, sobretudo, por países da América do Sul, a exemplo de Bolívia (US$ 1,502 milhões), Colômbia (US$ 1,659 milhões), Venezuela (US$ 1,305 milhões) e Peru (US$ 1,282 milhões).

Além do crescimento expressivo das exportações no primeiro semestre de 2011, o economista destaca a grande expansão nas vendas para os países da América Latina, Europa Oriental e África. “Para a América Latina, as vendas externas passaram de US$ 8,158 milhões, em 2010, para US$ 13,026 milhões, em 2011, num crescimento de 59,7%. No caso da Europa Oriental, Sergipe praticamente não tinha transações em 2010, quando o montante exportado havia sido de US$ 0,568 milhões, passando para US$ 7,817 milhões, em 2011. Por fim, as exportações para a África tiveram uma expansão de 33,1% neste semestre em relação aos primeiros seis meses de 2010. Para este continente, as exportações de Sergipe passaram de US$ 2,011 milhões para US$ 2,678 milhões”, afirma.

Quanto às principais empresas exportadoras, os destaques são Vulcabrás Azaléia (US$ 9,365 milhões); Usina Caeté (US$ 8,873 milhões); Tropfruit (US$ 7,141 milhões); Maratá Sucos (US$ 5,360 milhões); e Usina São José Pinheiro (US$ 4,089 milhões).

Fonte: Sedetec

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais