Febraban volta a negociar com os grevistas

0

Febraban e o comando da greve se reuniem nesta sexta-feira, 14 (Foto: Arquivo Infonet)

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) convocou o comando nacional dos grevista para nova rodada de negociação nesta sexta-feira, 14. Os sindicatos rejeitaram a última proposta apresentada pela instituição, que aumentava de 8% para 8,4%, representando um aumento real de 0,93% nos salários dos bancários. A paralisação entra no 18º dia com mais de nove mil agências fechadas no Brasil.

Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB), José Souza, a categoria reivindica reajuste de 12,8%, maior participação nos lucros e resultados, fim da rotatividade dos empregos e melhores condições de trabalho. “O comando e a Febraban se reuniram ontem mais a categoria rejeitou a proposta de 8,4%. Uma nova rodada de negociação está acontecendo na tarde desta sexta-feira”, informou dizendo que a greve deve continuar até novas orientações do comando nacional.

Ainda de acordo com o sindicalista, mesmo o comando da greve aceitando a proposta da Febraban, a decisão do fim da greve será definido em assembléia geral da categoria. Em Sergipe, a próxima reunião está marcada para a próxima segunda-feira, 17, às 17h.

Banese

Em paralelo, o SEEB negocia com o Banco do Estado de Sergipe (Banese) para o fim da greve na instituição no Estado. Na última terça-feira, 11, o banco enviou uma proposta para a categoria, que foi recusada de imediato. Também no mesmo dia, o governador em exercício, Jackson Barreto, intermediou uma negociação com o presidente do Banese manifestando toda sua insatisfação com a paralisação.

Para José Souza, as negociações entre o sindicato e o Banese só progredirão quando for apresentado uma propostas de implementação de cargos e salários. “Em 2009 e 2010 o Banese prometeu a implementar da proposta e não cumpriu. A instituição já tem um projeto elaborado só precisando ser colocado em prática”, destacou.

No Estado são mais de 150 agências fechadas, somente nesta semana mais seis bancos aderiram a greve. Das 75 agências e pontos de atendimento do Banese, cerca de 56 estão com as atividades paralisadas, incluindo todas da Capital.

Por Danilo Cardoso

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais