Funcionários do BNB continuam de braços cruzados em SE

0
Servidores do BNB estão em greve há nove dias (Fotos: Portal Infonet)

Funcionários de 16 das 18 agências do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) em Sergipe entraram nesta quarta-feira, 8, no nono dia de greve.  A categoria reivindica regras mais claras quanto a PRL [Participação de Lucros e Resultados] e o não pagamento dos dias parados, além de reajuste salarial de 9%.

“Estamos sozinhos na greve. Em Sergipe são cerca de 330 funcionários e apenas os que trabalham nas agências de Gararu e Lagarto não aderiram ao movimento grevista. Até agora o banco não se posicionou para que possamos fazer uma assembleia e retornar ao trabalho”, ressalta o representante do comando de greve, Eliseu Mann destacando que eles tem tratamento diferenciado em termos de reajuste e gratificações.

“O que mais está nos angustiando é a questão do reajuste da PLR, pois o banco faz um acordo com a Federação Nacional dos Bancos [Febraban] e no final quer pagar outra coisa. Estamos cobrando regras mais claras de participação da PLR. Quanto ao reajuste, estamos reivindicando 9% igual aos servidores da Caixa e ainda o abono da falta dos dias parados, como aconteceu no Banco do Brasil”, enfatiza lembrando que nos demais bancos, o aumento foi de 8,5%.

Categoria aguardda posicionamento do banco

Cartazes na agência Centro informam a continuidade da greve

Eliseu Mann, representante do Comando de Greve

José Souza defende o diálogo

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários, José Souza, “a greve só permanece no BNB em quase todo o país. Ontem (7), os funcionários do BNB em Recife retornaram e a expectativa é de que aqui em Sergipe é de que seja superado esse impasse. No nosso entendimento, essa superação se dá pelo entendimento, pelo diálogo”, afirma acrescentando que o BNB foi o único banco que não pagou o vale-cultura aos funcionários.

Por meio de nota da assessoria de Comunicação Social, a gerência do BNB em Sergipe respondeu que: “Por enquanto, não há posicionamento oficial do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) sobre a greve”.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais