Governo cria Fórum Permanente da Agricultura Sergipana

0
secretário da Seagri (Foto: assessoria de comunicação)

Para promover a integração e a união de esforços entre todos os segmentos que compõem as diferentes cadeias produtivas do setor agropecuário, o governo de Sergipe criou o Fórum Permanente da Agricultura Sergipana. Através do decreto 40.308, publicado no Diário Oficial do Estado na última semana de março, o governador Belivaldo Chagas cria uma instância permanente de diálogo entre os diversos atores que contribuem para o setor, incluindo entidades representativas de trabalhadores rurais, federações e associações de produtores, instituições de ensino e pesquisa.

Com um caráter propositivo e consultivo, o colegiado estará sob a coordenação da Secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), que tem a missão de mobilizar e envolver as 34 instituições indicadas no decreto. Para o secretário André Bomfim, o Fórum fortalecerá as políticas públicas estaduais e federais de incentivo à agropecuária em Sergipe. “A secretaria entende que esse espaço ampliado de diálogo vai estreitar relações com todos os setores produtivos. Essa somação de esforços é fundamental para o desenvolvimento da agricultura do Estado, a partir do conhecimento das demandas específicas de cada grupo. Dessa forma, acreditamos que será possível direcionar políticas públicas mais efetivas para superar os gargalos existentes”, destacou o gestor.

Segundo o decreto, as principais atribuições do Fórum são: promover a integração entre todos os segmentos da agricultura representados por órgãos e entidades públicas e organizações e entidade civil, incluindo o âmbito federal; discutir as demandas e pautas das representações da agricultura no Estado, no sentido de propor a elaboração de programas, projetos e ações pelo Poder Executivo Estadual no segmento agrícola; e, buscar a convergência de esforços de todos os envolvidos na implementação de programas, projetos e ações no segmento agropecuário, levando em consideração os interesses de todas as cadeias produtivas.

De acordo com o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Sergipe, Fernando Andrade, a entidade pretende contribuir de forma decisiva para o enriquecimento do nível técnico dos debates, em sintonia com os seus objetivos e prerrogativas. “Entendemos que o Fórum Permanente da Agricultura foi instituído em boa hora, de modo a oportunizar o debate das ações para o segmento agropecuário no estado. A AEASE, tendo assento como legítima representante dos engenheiros agrônomos, deseja contribuir com a construção de uma pauta futura de ações de política agrícola e agrária, com foco na defesa dos interesses da agricultura e dos agricultores de Sergipe”, destacou o presidente.

Na perspectiva do superintendente substituto do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) em Sergipe, André Barreto Pereira, a partir da atividade do Fórum, novos cenários serão abertas para o setor agropecuário do Estado. “Parabenizamos ao Governo, através da Secretaria da Agricultura, por essa iniciativa que muito contribuirá na implementação dos Programas do Ministério da Agricultura em parceria com o governo estadual, e com o aval da sociedade civil. Muitas políticas federais precisam chegar à população e esse fórum, com certeza, terá um papel primordial neste sentido”, defende.

Com informações da Ascom/ Secretaria de Estado da Agricultura

Comentários