Índice de reajuste de aluguéis chega a 11,32%

0

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) e usado como base para o reajuste de contratos de aluguel, encerrou o mês de dezembro em 0,69%, menos da metade da taxa de novembro (1,45%). No acumulado dos últimos 12 meses, o IGP-M atinge 11,32%, muito acima da variação registrada em 2009, quando houve deflação de 1,71%.

Na comparação mensal, a perda na velocidade de alta ocorreu apenas em um dos três componentes da taxa, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) com variação de 0,63% ante 1,84%. Entre os principais motivos para esse movimento no setor atacadista estão os produtos agrícolas, cuja taxa passou de 3,92%, em novembro, para 1,66%. Os itens bovinos subiram 1,62% ante 11,42%, a soja em grão teve variação de 2,58% ante 9,72%, e o milho em grão, de 4,41% ante 9,54%.

Nos demais indicadores que formam o IGP-M, ocorreram avanços acima das taxas registradas em novembro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ficou em 0,92% ante 0,81% e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) aumentou de 0,36% para 0,59%. No acumulado do ano, o INCC atingiu 7,58%.O que mais puxou a alta de novembro para dezembro foi o salário de pedreiros e outros profissionais, cuja taxa aumentou de 0,59% para 1,08%. Desde janeiro, a mão de obra teve elevação de 9,91%, acima da média no setor.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais