Investimento em centro de aquicultura da Codevasf

0
(Fotos: José Luiz Oliveira/Codevasf)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) assinou esta semana dois contratos para a reforma e ampliação do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume, em Sergipe. Totalizando pouco mais de R$ 4 milhões, as obras devem ser concluídas num prazo de um ano. Com a reforma, a unidade vai modernizar sua estrutura e ampliar a capacidade de produção de alevinos de espécies nativas do rio São Francisco e de espécies exóticas utilizadas no apoio a piscicultores familiares.

A reforma, que será realizada com recursos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), possibilitará ampliar a diversidade de peixes nativos do São Francisco produzidos no centro de Betume, com a reprodução artificial, por exemplo, de surubins e piaus.  Além disso, permitirá o aumento da produção anual de alevinos daquele centro, ampliando sua capacidade instalada para 8 milhões de alevinos, entre nativos e exóticos.

"A produção de alevinos atende a dois objetivos importantes: a recomposição da fauna nativa do rio São Francisco, e o apoio à produção familiar por meio do fornecimento de alevinos, contribuindo para a geração de renda nos municípios atendidos pela Codevasf", disse o superintendente regional da Codevasf em Sergipe, Paulo Viana.

A chefe do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume, Ana Helena Gomes, afirma que a reforma vai possibilitar a realização de novas pesquisas na unidade. "Além disso, teremos mais infraestrutura para capacitar técnicos, produtores e estudantes. O nosso objetivo é transformar a unidade em referência internacional no nosso campo de atuação", declara Ana Helena.

Com as obras, o Centro Integrado de Betume contará com vias de circulação pavimentadas, reabilitação do sistema de captação de água, reforma e construção de viveiros, reabilitação do sistema de captação flutuante e reforma dos reservatórios de compensação. Esses itens estão incluídos no contrato, um investimento previsto de R$ 3,2 milhões. O segundo contrato, no valor de R$ 824 mil, é destinado à instalação de aeradores, recuperação de cerca periférica, piso em concreto armado para instalação de Estação de Tratamento de Água e leito de secagem, construção de guarita, construção de prédio de manejo de alevinos. Esse contrato inclui ainda reforma da sede administrativa, do laboratório, do depósito de ração, do auditório e dos alojamentos.

Fonte: Ascom Codevasf

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais