Investimentos: mercado imobiliário continua em crise

0
Luiz Moura: investimentos com grandes riscos (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O mercado imobiliário está instável e a previsão que este cenário permaneça no exercício de 2017, segundo o economista Luiz Moura, técnico do Departamento Intersindical de Estatística e de Estudos Socioeconômico (Dieese). As opções de investimentos estão escassa e de grande risco e o mercado não vislumbra otimismo.

Os efeitos das ações judiciais contra empresas e servidores públicos contra a corrupção implicaram a desaceleração econômica, na ótica do técnico do Disse. “A operação Lava Jato afetou importantes setores da economia, como empreiteiras ligadas à construção civil e à área de petróleo e gás. Então, não vejo onde tirar otimismo com este cenário”, observa o economista. “E crescimento econômico não se produz com milagres. É necessário investimento e condições para isso”, adverte.

O mercado oferece opções para aqueles que possuem recursos superiores a R$ 100 mil para investimentos. Mas, são opções muito arriscadas. “Que podem oferecer bons rendimentos, mas também o investidor pode perder”, alerta o economista Luiz Moura. Aos investidores, o momento não é propício para o mercado imobiliário. Porém, muito bom para aqueles que dispõem do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS) que está pagando aluguel, conforme adverte Luiz Moura.

Imóveis estão desvalorizando em 30%

O mercado imobiliário está em queda e os imóveis estão desvalorizando em algo em torno de 30%, segundo Luiz Moura. Colocando-se como boa opção para aqueles que ainda não possuem casa própria. Assim como também o mercado de automóveis deixou de ser alternativa para investimento. Está bom, conforme alerta do economista, para aquelas pessoas que pretendem trocar de veículo por questões de manutenção.

Os leilões promovidos pela Justiça do Trabalho também podem ser classificados como excelente alternativa para investidores. “Há muitas empresas com dificuldades financeiras e com questões pendentes na Justiça do Trabalho e aí há várias opções. “Mas as pessoas têm que ter cuidado com o que está comprando, tem que verificar as condições. O imóvel pode estar vazio, mas também pode estar danificado. Mas há boas oportunidades nestes leilões”, sugere.

Outra alternativa é o investimento pessoal, na ótica do economista Luiz Moura. Com a internet, as pessoas podem optar pela capacitação profissional e até mesmo ter acesso a cursos de nível superior com preços menores que os praticados pelas escolas que oferecem cursos presenciais. E, para os desempregados, vale a dedicação a estudos para concurso público, apesar da crise no setor público. 

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais