Movimento nos cash”s por conta da greve dos bancários é grande

0

Clientes tiveram de contar com serviços dos cashs eletrônicos (Fotos: Portal Infonet)
Representantes do Sindicato dos Bancários passaram toda a manhã desta quarta-feira, 29, visitando as agências para conversar com funcionários e clientes sobre a greve por tempo indeterminado deflagrada na noite de ontem.

Segundo o presidente da entidade, José Souza, a greve nacional é por causa da não aceitação dos banqueiros em conceder reajuste salarial de 11%, elevação do piso para R$ 2.156 e da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e aumento do número de bancários para atender melhor a população. A movimentação já está sendo grande nos caixas eletrônicos.

“Nesse primeiro dia estamos instalando a greve definida ontem à noite em uma assembléia em que superlotou o Sindicato dos Bancários. Estamos conversando com os bancários que não

sabiam da decisão e com os clientes. É apenas o primeiro dia e estamos na perspectiva de
Bancários na porta das agências
consolidar a greve da categoria”, explica José Souza.

Ele disse ainda que a pauta de reivindicação foi entregue no último dia 11 de agosto. “Os banqueiros tiveram tempo demais, mas ofereceram apenas a inflação, ou seja, 4.29% de reajuste, achando 11% um exagero e isso a categoria não aceita, até porque os bancos têm lucro médio de 30%. Só no 1º Semestre, faturaram 25 bilhões de reais de lucro líquido”, enfatiza o sindicalista.

Clientes

Quem teve alguma coisa para resolver nas agências nesse primeiro dia de greve enfrentou filas nos cashs eletrônicos. Os caixas das agências oficiais e estaduais praticamente não funcionaram. Na porta dos bancos, bancários exibiam faixas e foram afixados cartazes indicando a greve por tempo indeterminado.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais