Parte da garagem da Bomfim é arrematada em R$ 10 milhões

0
Ex-funcionários da VCA comemoraram a realização do leilão (Foto: Divulgação)

Parte da garagem do Grupo Bomfim foi arrematada em leilão nesta quinta-feira, 18, na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT20). O bem arrematado fica situado na avenida 31 de março no bairro América. O lance mínimo era de pouco mais de R$ 8 milhões, mas foi arrematado por um grupo de investidores composto por cerca de oito pessoas, por R$ 10,6 milhões.

O leilão foi presidido pelo juiz do Trabalho, Antônio Francisco de Andrade. Após o arremate, o grupo Bomfim tem cinco dias para dar entrada no embargo de arrematação [impugnar o arremate ou contestar o valor ofertado]. Devido ao período de recesso no órgão, o prazo será estendido para janeiro.

Caso o prazo se encerre e não haja contestação, o dinheiro será liberado de imediato para pagamento de dívidas trabalhistas aos antigos funcionários da Viação Cidade de Aracaju (VCA). “O dinheiro é para pagar a dívida trabalhista. Hoje ele tem que depositar 30% desse valor que dá R$ 3 milhões e o restante ele pode pagar a vista ou parcelar em até sete vezes. Assim que passar esse tramite, o dinheiro será liberado”, informa.

O cobrador Enilson Barbosa comemora o arremate 

Segundo o juiz, Antônio Francisco, o dinheiro será para o pagamento de dívida trabalhista 

O terreno da garagem do Grupo Bomfim foi dividido em três partes para facilitar a venda. A primeira delas foi arrematada em leilão, garantindo a quitação de 10% do valor da dívida do grupo econômico, que já supera os R$ 50 milhões. A terceira parte da garagem ainda está sub-judice já que pertence a uma outra empresa vinculada ao Grupo Bomfim.

A Fazenda Boa Luz continua penhorada para que futuramente possa vir a leilão.

Vitória

Durante a realização do leilão, ex-funcionários do grupo Bomfim, permaneceram na porta do TRT para acompanhar o leilão. O cobrador Enilson Barbosa era só comemoração com a venda do imóvel.

“Esse valor vai ser utilizado para o pagamento da verba rescisória que nós fomos demitidos e não recebemos dinheiro nenhum e agora graças a deus a gente espera que em 2015 a gente receba o total. Quero também agradecer em nome dos ex-funcionários da VCA o apoio da imprensa que sempre nos deu voz”, diz.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais