Petrobras publica Relatório de Sustentabilidade 2010

0

A Petrobras acaba de lançar seu Relatório de Sustentabilidade 2010. A publicação apresenta informações sobre o desempenho da Companhia, espelhando a integração entre os três pilares de sua estratégia corporativa: crescimento integrado, rentabilidade e responsabilidade socioambiental. A publicação é também uma comunicação sobre o progresso da Petrobras no cumprimento dos dez princípios do Pacto Global da ONU, do qual a Companhia é signatária desde 2003.

O relatório destaca três grandes marcos da Companhia em 2010: o início da operação do Sistema Piloto do campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos; a captação de R$ 120,2 bilhões pela maior oferta pública de ações já realizada no mundo; e a assinatura do Contrato de Cessão Onerosa, que garantiu à Companhia o direito de produzir 5 bilhões de barris de óleo equivalente em áreas não licitadas do pré-sal.

Na área ambiental um dos desta ques é o aumento do investimento em meio ambiente, que em 2010 ultrapassou R$ 2,4 bilhões – cerca de R$ 457 milhões a mais que em 2009. Esse total inclui gastos com processos operacionais e apoio a projetos ambientais. A publicação também destaca as ações da Petrobras para mitigação das mudanças do clima, especialmente as ações de eficiência energética.

O objetivo estratégico de maximizar a eficiência energética e reduzir a intensidade de emissões de gases de efeito estufa também está registrado no relatório. A Petrobras estabeleceu como meta para 2015 reduzir a intensidade energética nas operações de refino e na operação das usinas termelétricas em 10% e 5%, respectivamente; reduzir em 65% a intensidade da queima de gás natural em tocha nas operações de exploração e produção; reduzir a intensidade de emissões de gases de efeito estufa nas operações de exploração e produção, de refino e na operação das usinas termelétr i cas em 15%, 8% e 5%, respectivamente.

Para alcançar esses objetivos, a Petrobras investirá US$ 976 milhões, entre 2010 e 2015, em projetos de eficiência energética e redução de emissões. Só em projetos diretamente relacionados à eficiência energética, foram investidos R$ 404 milhões, de 2006 a 2010, com economia de até 2.740 barris de óleo equivalente por dia.

O Relatório também apresenta as ações da Petrobras para tornar mais eficiente o uso da água em suas instalações. Em 2010, o volume total de reúso da água na companhia chegou a 17,6 bilhões de litros. Nas plataformas de produção, a água do mar é aproveitada para reduzir a captação de água doce das bacias hidrográficas continentais. Mais de 1,3 bilhão de litros de água do mar foram dessalinizados para uso nas unidades marítimas de produção em 2010. Na área de refino, estão previstos novos projetos de reúso de efluentes, que serão concluídos de 2011 a 2013 e permitirão uma economia anual adicional da ordem de 13,5 bilhões de litros de água.

Na seção de contribuição à sociedade, o relatório apresenta os investimentos da Companhia em projetos externos. A Petrobras investiu R$ 707,9 milhões em 1.770 projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos em 2010.

Na área de patrocínio esportivo e social o destaque de 2010 foi o lançamento do Programa Petrobras Esporte & Cidadania, a mais abrangente iniciativa de apoio ao esporte do país. O programa vai destinar, até 2014, aproximadamente R$ 265 milhões, por meio de investimento direto e da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, a quatro diferentes segmentos: Esporte de Rendimento – boxe, esgrima, remo, taekwondo e levantamento de peso -, Esporte Educacional, Esporte de Participação e Memória do Esporte

Sobre o relatório

Esse ano, o Relatório de Sustentabilidade da Petrobras foi impresso, pela primeira vez, em papel sintético Vitopaper, feito a partir da reciclagem de diversos tipos de plástico. Segundo cálculos do fabricante Vitopel, sua produção evita que cerca de 85% dos materiais utilizados sejam enviados a aterros sanitários como resíduos plásticos. Nenhum componente oriundo de árvores foi usado na fabricação do papel sintético, que é resistente à água e pode ser novamente reciclado, além de gerar economia de 20% de tinta na impressão.

O Relatório da Petrobras segue as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI). A publicação se enquadra no nível de aplicação A+, adequado aos relatórios que apresentam informações sobre todos os indicadores essenciais das diretrizes e cujo conteúdo é submetido à verificação externa. Esse ano, a verificação foi realizada pela KPMG Auditores Independentes. Além das informações referentes a os indicadores GRI, o relatório apresenta dados que compõem o Modelo Ibase de Balanço Social.

Fonte: Ascom Petrobras

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais