Petroleiros e comunidade realizam ato contra fechamento da Fafen

0
Manifestantes querem recuperar a Fafen (Foto: Ascom/Sindipetro)

Moradores do município da região se uniram a sindicalistas e realizam um ato de protesto contra o fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) instalada em Laranjeiras. A manifestação está em andamento na porta da fábrica, contando com oradores, alertando para os efeitos negativos que a iniciativa, que está sendo articulada pelo Governo Federal, trará para a economia sergipana.

De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato Unificado dos Trabalhadores Petroleiros, Petroquímicos, Químicos e Plásticos nos Estados de Alagoas e Sergipe (Sindipetro), a unidade está operando com 60% da capacidade de produção e com um efetivo de trabalhadores abaixo do mínimo necessário para mantê-la, colocando em risco a vida dos trabalhadores no local.

Na ótica do Sindipetro, a Fafen está passando por um processo de verdadeiro sucateamento, sem a realização da manutenção necessária. O objetivo do Governo, segundo os sindicalistas, seria promover o sucateamento da unidade para “entregar” a uma multinacional. A manifestação permanece na porta da fábrica e os operários pretendem realizar uma assembleia geral para definir novas alternativas para impedir o fechamento da Fafen.

Em nota, a assessoria de imprensa informou que a Petrobras permanece em diálogo com representantes do governo de Sergipe e da Federação das Indústrias do Estado sobre a hibernação da Fábrica de Fertilizantes de Sergipe (Fafen-SE), marcada para 31 de outubro. Segunda a nota, a Fafen-SE opera com segurança, em consonância com as normas legais e com 80% da capacidade de produção.

Por Cassia Santana

A matéria foi alterada às 14h20 para acréscimo de nota enviada pela assessoria de imprensa da Petrobras
Comentários