PMA intensifica processo de reorganização da feira do Castelo Branco

0
As 290 bancas ganharam novas lonas, tiveram suas estruturas renovadas, e foram setorizadas (Foto: Felipe Goettenauer)

As medidas adotadas pela Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), como continuidade ao processo de reorganização da feira livre do conjunto Castelo Branco, no bairro Ponto Novo, trouxeram conforto e comodidade aos que comercializam e frequentam o local. A ação, que tem como mecanismo principal o acesso à higienização e produtos organizados, atende também a uma orientação do Ministério Público, no tocante ao acesso de veículos, durante situações de emergência.

As 290 bancas ganharam novas lonas, tiveram suas estruturas renovadas, e foram setorizadas de acordo com o tipo de produto comercializado. Na parte inferior, as bancas receberam uma proteção plástica para evitar que as caixas e cestos com mercadorias atrapalhassem o fluxo de consumidores. A realocação das bancas para que fosse desobstruída a rua Coronel Miguel Pereira também foi realizada pelos fiscais da empresa, conforme orientação do MP.
“Está havendo uma aceitação muito positiva por parte dos moradores, que passaram a transitar sem problemas tanto pelos corredores da feira, bem como no entorno dela. Tudo foi pensado para dar mais conforto para os feirantes e comodidade para a população”, enfatizou o diretor de Espaços Públicos e Abastecimento, Bira Rabelo.
A aposentada Iolanda Santos, que mora na rua Coronel Miguel Pereira, considerou positiva as modificações feitas pela administração municipal. “Essas medidas foram acertadas, espero que tudo permaneça organizado por um bom tempo. Fico feliz em saber que a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira é feita sempre pensando em atender as demandas das comunidades”, estacou.
A dona de casa Cleusa Correia, que reside há mais de 30 anos no principal trecho ocupado pela feira livre, na rua Coronel João Gonçalves, elogiou as mudanças que, segundo ela, tornou a feira mais atrativa para os consumidores. “Os corredores mais largos e sem os cestos e caixas, facilitaram muito a nossa circulação e o momento em que estamos escolhendo os produtos”, pontuou.
A nova realidade do local, implementada pela empresa municipal, não animou somente os moradores, mas também os feirantes, que comemoraram. José Roberto Goes Costa, que comercializa cereais há mais de 28 anos no espaço, comentou sobre a satisfação da sua clientela ao se deparar com a organização do ambiente. “A feira ficou mais clara e espaçosa. Boa parte dos meus clientes fiéis são idosos, e só tenho ouvido elogios por parte deles. Então, se está bom pra eles, está melhor ainda pra mim”, destacou.
Valter Alves dos Santos, que vende ervas e condimentos há mais de 30 anos no local e nas feiras livres dos bairros Bugio e Santo Antônio, afirmou que as mudanças auxiliaram na melhoria das condições de trabalho dos feirantes. “Amanheci até mais alegre por saber que iria organizar minhas mercadorias em bancas novas. Agora está 100%. Não tenho do que reclamar”.

 

Fonte: PMA 

Comentários