Preço da cesta básica em Aracaju é o menor entre 17 capitais

0

Na capital sergipana, os gêneros alimentícios essenciais apresentaram em dezembro último, o menor valor dentre as 17 capitais onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realiza  regularmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. A cesta saiu pelo custo de R$ 169,18.  No entanto, este valor é 0,78% maior que o apurado em novembro e 12,47% inferior ao mesmo mês de 2008.

Dos 12 produtos que compõem a cesta básica pesquisada em Sergipe, sete subiram em dezembro: farinha (3,17%), açúcar (2,30%), leite (1,86%), carne (1,84%), pão (1,74%), feijão (1,01%), e a manteiga (0,90%). O preço do tomate manteve-se estabilizado. Os preços dos outros très itens caíram: banana (-4,40%), arroz (-1,12%), óleo (-0,40%). 

Sete itens registraram alta em seus preços quando comparados com dezembro de 2008. Elevações expressivas ocorreram para o açúcar (45,90%), banana (22,59%), leite (11,56%), óleo (7,73%), pão (7,60%), farinha (2,63%), menos intensa para o café (0,41%).  Dentre os produtos que registraram queda, as maiores foram verificadas para o tomate (-53,46%), o feijão (-44,62%), arroz (-30,14%), manteiga (-12,06%), carne (-0,49%).

Para adquirir o conjunto de bens de primeira necessidade, o trabalhador sergipano, com remuneração equivalente a um salário mínimo, necessitou cumprir em dezembro de 2009 uma jornada de 80 horas e 03 minutos, ligeiramente maior que a necessária em novembro, que correspondia a 79 horas e 25 minutos. Em relação a dezembro de 2008 a redução é maior, pois naquele mês o comprometimento chegava a 102 horas e 28 minutos.

Com informações do Dieese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais