Presidente de sindicato teme demissão em massa de vigilantes

0
Momento que em Sindivigilantes conduz manifestação e interrompe acesso à Emdagro (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O presidente do Sindicato dos Vigilantes do Estado de Sergipe (Sindivigilantes), Reginaldo Gonçalves, teme demissão em massa de vigilantes terceirizados que prestam serviços a órgãos mantidos pelo Governo do Estado de Sergipe. De acordo com o sindicalista, as empresas terceirizadas estão sem pagar salários aos profissionais lotados em pelo menos três órgãos públicos e já existe mais de 100 vigilantes cumprindo aviso prévio. Para encontrar alternativas que possam solucionar os problemas enfrentados pelos terceirizados, na próxima semana o Sindivigilantes buscará intermediação do Ministério Público do Trabalho (MPT), segundo Reginaldo Gonçalves.

Nesta semana, os vigilantes terceirizados realizaram manifestações na sede da Secretaria de Estado de Cultura, do Esporte e Lazer (Seduc), da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) e também da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos. Os profissionais interromperam a prestação de serviços nestes órgãos e prometem permanecer em greve até que o pagamento dos salários seja realizado, conforme adverte o presidente do sindicato.

Os órgãos públicos aguardam os repasses financeiros que são regularmente realizados pela Secretaria de Estado da Fazenda para quitar os débitos. A assessoria de imprensa informou que a Secretaria de Estado da Fazenda está aguardando a abertura do exercício financeiro relativo ao ano de 2019 para iniciar a transferência dos recursos para os órgãos públicos mantidos pelo Governo do Estado. Enquanto o exercício financeiro não for aberto, a Sefaz não pode fazer os repasses, segundo a assessoria de imprensa. Os órgãos têm autonomia para gerenciar os recursos e deverão efetuar o pagamento das faturas atrasadas de acordo com o cronograma próprio, segundo a assessoria da Sefaz.

Por Cassia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais