Procon divulga as 100 empresas mais reclamadas

0
Luiz Roberto: empresas respondem solidariamente (Foto: Ascom/Procon)

O Procon Estadual divulgou a relação das maiores reclamações feitas por consumidores no ano de 2015. Entre as 100 empresas mais reclamadas, lideram uma rede de supermercado, as operadoras de telefonia móvel e fixa e também fabricante de produtos eletrônicos. A relação das empresas mais reclamadas pode ser acessada pela internet no site do Procon.

De acordo com o diretor do Procon, Luiz Roberto Azevedo Júnior, o supermercado G Barbosa, que se destaca em primeira colocação, se tornou alvo de maiores reclamações por ser revendedor de produtos de diferentes marcas. Nas relações de consumo, conforme explica o diretor do Procon, o fabricante e também o estabelecimento comercial são responsáveis solidariamente quando o produto adquirido pelo consumidor apresenta defeito. “Fato que faz a rede constar em primeiro lugar”, diz o diretor do Procon.

No rol das empresas que mais receberam reclamações no ano passado, também estão as operadoras de telefonia. Decorrente, segundo o diretor do Procon, dos bloqueios que as operadoras fizeram ao acesso à internet quando o cliente alcança o limite de sua franquia. O diretor do Procon observa que as operadoras, nestes casos, são autorizadas a reduzir a velocidade do acesso à internet, mas as empresas passaram a bloquear o acesso forçando o consumidor a pagar por novas recargas.

No rol das mais reclamadas, a Energisa desponta no oitavo lugar do ranking, conforme a relação do Procon. De acordo com informações do diretor do Procon, as reclamações estão relacionadas às faturas emitidas pela empresa distribuidora de energia elétrica devido às disparidades dos valores cobrados em relação aos meses anteriores. Confira toda lista no site do Procon.

Sentindo-se lesado, o consumidor deve tentar encontrar a solução diretamente com a empresa. Não tendo sucesso, o consumidor deve procurar o Procon, diretamente na sede na rua Santa Luzia, em Aracaju, no Ceac do Shopping ou também pela internet. Durante o exercício de 2015, o Procon registrou 9.425 atendimentos. Desses atendimentos, cerca de 4.992, o equivalente a 53%, foram solucionados em prazo de dez dias diante de acordos. Para os 4.433 restantes foram abertos processos administrativos, tornando-se reclamações fundamentas. Nestes casos, conforme a estatística do Procon, mais de 80% das reclamações dos consumidores foram solucionadas.

O Portal Infonet tentou ouvir as dez empresas que apresentaram a maior quantidade de reclamações feitas por consumidores. Mas até o momento, apenas a Energisa respondeu através da assessoria de imprensa. De acordo com a assessoria, as reclamações estão relacionadas ao reajuste da tarifa. Um problema, segundo a assessoria, que foge da responsabilidade da empresa. A responsabilidade, conforme ressaltou a assessoria, seria do governo federal.

O Portal Infonet permanece à disposição. As empresas poderão se manifestar enviando informações por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais