Programa Cozinha Brasil capacita ambulantes

0
(Foto: Ascom Fies)

O Programa Cozinha Brasil do Serviço Social da Indústria (SESI), em parceria com a Prefeitura Municipal de Aracaju, através da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat) entregou na manhã da última quinta-feira, 13, cerca de 240 certificados a ambulantes aracajuanos, participantes do curso de manipulação de alimentos.

Ainda este mês, o programa pretende capacitar mais 480 profissionais entre ambulantes e feirantes que trabalham em eventos e feiras da capital, ensinando noções de congelamento, higienização, manipulação e aproveitamento integral de alimentos.

De acordo com a presidente da Fundat, Gláucia Guerra, o certificado de conclusão do curso é requisito fundamental e garante a inclusão do ambulante na lista do sorteio dos comerciantes que irão trabalhar no Forró Caju. “Com este certificado, o ambulante garante sua participação no sorteio. Caso não apresente, ele será descartado de comercializar na área do evento”, enfatiza Gláucia.

O prefeito em exercício de Aracaju, José Carlos Machado, agradeceu a parceria e garantiu que o programa será ampliado. “A certificação desses ambulantes é o começo de uma parceria que deve ser ampliada e tem que existir quase que de forma permanente. Ainda este ano, a Prefeitura pretende, através da Fundat em parceria com o SESI e todo o Sistema S, capacitar cerca de cinco a seis mil pessoas em diversas áreas e segmentos do comércio Aracajuano”, pontua Machado.

“Nós temos feito diversas parcerias e programas com a Prefeitura de Aracaju em prol da responsabilidade social e qualidade de vida do trabalhador. O processo de capacitação é contínuo, não pode exister uma única capacitação profissional na vida de qualquer pessoa. Essa capacitação tem que ser diária, todos os dias tem algo para aprender ou uma nova ação a ser aplicada. O mais importante é se manter preparado para o mercado de trabalho. Esse é foco do SESI e uma das suas missões em relação ao trabalhador da indústria e da comunidade local”, salienta o superintendente do SESI/SE, Acrízio Campos Souza.

“O curso foi excelente, nos aperfeiçoamos em como manusear e higienizar melhor os alimentos de acordo com as normas recomendadas pela vigilância sanitária. Com isso, vamos poder oferecer um melhor serviço e produto ao nosso cliente”, disse o vendedor de tapioca José Roberto de Araújo.

Ainda de acordo com o superintendente, nos últimos anos, o Programa SESI Cozinha Brasil em Sergipe, realizou mais de 32 mil capacitações no curso de manipulação de alimentos em 56 municípios, somando mais de mil turmas em todo o estado.

Fonte: Ascom Fies

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais