Programa Mão Amiga Laranja se prepara para receber inscrições

0
Reunião aconteceu nesta terça-feira, 7 (Foto: Seidh)

Na manhã desta terça-feira, 07, a Secretaria de Estado da Inclusão Social (Seidh) iniciou as tratativas sobre o calendário de ações do Programa Mão Amiga Laranja 2018. Representantes das secretarias municipais de Assistência Social, dos sindicatos dos Trabalhadores Rurais e da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) dos 14 municípios da citricultura foram recebidos pelos técnicos do departamento de Inclusão Produtiva da Seidh e pela secretária Mitzy Matos, para receber orientações, tirar dúvidas e definir os locais das inscrições, que acontecem no período de 13 de agosto a 14 de setembro.

O Programa atende os municípios de Arauá, Boquim, Salgado, Lagarto, Tomar do Geru, Umbaúba, Indiaroba, Itaporanga, Santa Luzia do Itanhy, Itabaianinha, Pedrinhas, Estância, Cristinápolis e Riachão do Dantas. Após as inscrições, a previsão é que a entrega dos cartões e novas senhas pelo Banese aconteça entre os dias 26 e 30 de novembro deste ano. Na última edição, 4.441 catadores de laranja foram cadastrados, recebendo um total de R$ 3,3 milhões em benefícios, pagos em quatro parcelas de R$ 190 – recursos 100% oriundos do tesouro estadual, especificamente do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep).

Em, 2018, o departamento de Inclusão Produtiva da Seidh (DIP) estima aumentar o alcance do programa, buscando atingir o teto estabelecido por lei, de 5 mil beneficiários. Segundo a secretária Mitzy Matos, a participação dos municípios e dos sindicatos desde o início é fundamental para garantir a efetividade e a ampliação do programa. “Faço questão de agradecer a todos que se somam à Seidh na execução do programa, porque são vocês que lidam com os beneficiários na ponta. Nós não teríamos braços para alcançar todos os trabalhadores rurais dos municípios sem a participação importantíssima de vocês”, disse Mitzy aos presentes.

De acordo com Heleonora Cerqueira da Graça, diretora do DIP, enquanto na cultura da cana prevalece a comprovação através da carteira de trabalho, na citricultura predomina a informalidade, sendo a atuação na lavoura praticamente auto-declaratória. “Por isso, é tão importante alinharmos o trabalho com os municípios, explicar os critérios e os processos da inscrição, que vão desde o recebimento da documentação até a entrega dos cartões. Também aproveitamos para definir os locais, em cada município, que irão receber os trabalhadores já a partir do próximo dia 13”, detalhou.

O chefe da regional da Emdagro em Boquim, Carlos Alberto Torres, destaca a importância do envolvimento entre estado, município e sindicatos para levar o benefício aos trabalhadores da laranja que têm enfrentado cada vez mais dificuldades, devido à diminuição da produção. “Em toda região, a produção de laranja tem mudado nos últimos anos. No passado, ela estava nas mãos dos pequenos produtores. Atualmente, esse cenário mudou e a maior produção está com os médios e grandes produtores”, explica.

Nesse sentido, a secretária da Assistência Social de Arauá, Delba Oliveira de Jesus, expõe as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores em razão da baixa na produção provocada pela mosca negra, que vem impactando a renda dos trabalhadores. Para ela, o Mão Amiga traz um alívio em meio a essas dificuldades. “No último cadastro, foram 240 agricultores cadastrados. Nossa cidade não possui muitas oportunidades de trabalho, então com os problemas na cultura da laranja, muitos têm que trabalhar fora de Sergipe ou migrar para outras culturas. Esse benefício ajuda diretamente a eles e movimenta a economia do município”, comenta.

Também de Arauá, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Josina Rosa dos Santos, comenta que, devido a essas dificuldades, o beneficio é aguardado com ansiedade pelos agricultores. “Durante o tempo de colheita, a renda deles fica em torno de R$ 480 por mês, nesse período entressafra, o programa é recebido como um presente. Serve para pagar contas e comprar alimentos. Por isso estamos aqui: para garantir a participação do município na edição deste ano”, disse.

Fonte: Seidh

Comentários