“Se depender da Caixa, não haverá crise”, diz Luciano Pimentel

0

Contratos foram assinados para a construção de residenciais
A assinatura de dez contratos habitacionais na tarde dessa segunda-feira, 1, entre a Caixa Econômica Federal e as construtoras Narsal e União Engenharia teve como objetivo a construção de mais dois conjuntos habitacionais. Essa foi a forma encontrada pela Caixa de demonstrar aos sergipanos que a crise econômica, que já atingiu alguns setores mundiais, não chegou à instituição.

O recurso será utilizado para a construção dos residenciais Porto Atlântico, na Aruana, e Bem Viver, na Farolândia, ambos voltados para a classe média e com as mesmas condições de financiamento, juros e prazos para pagamento. Segundo o Superintendente da Caixa Econômica em Sergipe, Luciano Pimentel, essa é uma prova de que a instituição continua investindo da mesma forma.

Investimento

Luciano Pimentel: superintendente da Caixa em Sergipe
Os dados apresentados pelo Superintendente somam 276 milhões de reais em financiamento habitacional feito pela Caixa no Estado de Sergipe no ano de 2008. No Brasil, o valor foi de R$ 20 bilhões em operações de crédito e habitacionais.

Para Luciano Pimentel essa é uma prova de que a crise não está existindo para a instituição. “Essa marca de R$ 276 milhões representa uma marca bastante significativa para o mercado. Isso traz uma alavanca de crescimento, com 18 mil pessoas sendo atendidas dentro dos nossos programas, além da geração de um grande número de empregos”, disse.

Por Letícia Telles

Comentários