SE obtém alta de 48% nas exportações em novembro

0
Sergipe obtém crescimento de 48% nas exportações durante o mês de novembro (Foto: divulgação/Sedetec)

As exportações sergipanas somaram mais de US$ 7,6 milhões em novembro último, enquanto que no acumulado do ano, somam-se US$ 76,2 milhões. No que se diz respeito à corrente de comércio, o estado de Sergipe somou o valor de US$ 344,7 milhões no acumulado de 2013, sendo aproximadamente US$ 21 milhões transacionados com o exterior somente no mês de novembro. A análise feita pelo economista Thiago Oliveira, do Departamento Técnico da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), tem como base nos dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Conforme avalia o economista, as exportações sergipanas esse ano continuam oscilando e ainda não conseguiram firmar uma seqüência positiva de crescimento. “Entretanto, verifica-se que em novembro houve crescimento de, aproximadamente, 48% das exportações em relação ao mês anterior”, observou ao destacar que analisando o período de 2008 a 2013 para esse mês de novembro, verifica-se uma redução nas exportações a partir de 2011.

Para Thiago Oliveira, essa situação se deve ao contexto recessivo internacional que afeta as transações comerciais de todos os Estados. “A previsão de crescimento do comércio mundial para 2013 foi rebaixada pela OMC de 3,3% (previsto em abril de 2013) para 2,5%, próximo do que foi registrado em 2012. Além disso, o FMI, em nota emitida em 08 de outubro de 2013, rebaixou a previsão de crescimento da economia mundial de 3,3% para 2,9%”, divulgou para demonstrar o momento atual da economia mundial. “Ainda em crise a economia mundial atravessa anos de baixa demanda, atingindo inclusive os países em desenvolvimento”, ressaltou.

No contexto local, a expectativa é de que as exportações do Estado sejam incrementadas com as novas empresas atraídas pelo Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), a exemplo da Yazaki que iniciou sua produção em junho e, desde agosto, exporta parte de sua produção para o mercado mexicano, em nome da Ford. “Além das novas empresas, espera-se que o mercado mundial retome seu crescimento, que as empresas voltem a exportar volumes mais significativos e aquelas que estão sendo capacitadas pelo Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) e atendidas pelo PEIEX completem o processo de internacionalização”, disse o economista ao destacar que na pauta permanecem os produtos já tradicionais: laranja (41,2%), cana (14,5%) e os calçados (9,7%).

Ainda conforme a análise de Thiago Oliveira, este ano Sergipe exportou produtos para 26 países diferentes, com destaque para Holanda, Iêmen, Gâmbia e Bolívia. Os produtos sergipanos em novembro foram escoados, principalmente, pelo modal rodoviário (8%) e marítimo (91%), tendo como principais portos utilizados os de Salvador, na Bahia e de Santos, em São Paulo. “Com relação às importações observamos que em novembro Sergipe importou o equivalente a US$ 12,7 milhões e a pauta de importação foi predominantemente composta por insumos para a indústria. Sergipe adquiriu produtos de 39 países diferentes, sendo que Marrocos, China, Estados Unidos, Alemanha, e Rússia foram os mais significativos e representaram, juntos, aproximadamente 65% das importações estaduais em novembro de 2013”, enfatizou.

Fonte: Sedetec

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais