Sergipe diminuiu 1150 vagas de emprego em março

0
Construção foi uma das áreas de maior diminuição de empregos no estado (Foto: Arquivo Infonet)

Sergipe acompanhou os números do mercado brasileiro e teve uma queda de 1150 vagas de emprego formal no mês de março de 2019. O levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que esse número provoca uma retração de -0,41% dos empregos celetistas do Estado em comparação ao mês anterior.

Os setores de atividades que mais contribuíram para este resultado foram a construção civil (-368 postos), agropecuária (-256 postos), comércio (-248 postos), e indústria de transformação (-143 postos).

Nacional
O mercado de trabalho formal apresentou, em todo o país, saldo negativo de 43.196 empregos com carteira assinada em março. Segundo dados divulgados hoje, 24,, em Brasília, Caged, da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, foram registradas 1.216.177 admissões e 1.304.373 demissões no período. No mês anterior, o saldo havia ficado positivo, com 173.139 admissões (1.453.284 admissões e 1.280.145 demissões). Com isso, no acumulado do bimestre (fevereiro/março), o saldo está em 129.943.

Comentários