Setransp teme dificuldades para pagamento de rodoviários

0

José Amâncio, presidente do Setransp (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) está temeroso diante do desequilíbrio financeiro apontado pelas empresas de transporte coletivo devido a defasagem da tarifa de ônibus. De acordo com o superintendente do Setransp, José Carlos Amâncio, já com dificuldades, desde abril, as empresas estão pagando aos rodoviários os salários reajustados, com pagamento retroativo a março. Mas, segundo ele, a situação tende a apertar.

“Depois de mais de um ano sem reajuste e com uma tarifa já em desacordo com a planilha de custos do sistema, as empresas passaram recentemente sérias dificuldades para pagar os rodoviários. Agora com o aumento salarial quitar a folha será cada vez mais difícil”, afirmou Amâncio, destacando que as negociações com os representantes dos rodoviários foram finalizadas com um reajuste salarial de 9% e 20% nos tickets alimentação.

O superintendente do Setransp frisou que a solução inicial para evitar que a crise financeira se amplie nas empresas, e atinja os mais de 3,5 mil colaboradores do sistema, está na validação do reajuste da tarifa de ônibus, que, inclusive, foi aprovada nesta terça-feira, 07, pela Câmara Municipal de Aracaju para ficar em R$ 2,45. “Nós não temos somente aumento nos custos com o reajuste dos rodoviários, mas temos ainda outras despesas reajustadas de praxe, o caso do combustível, por exemplo. Esperamos então que o prefeito João Alves sancione o quanto antes o projeto de lei de reajuste da tarifa, que é necessária para tentar manter o equilíbrio financeiro das empresas como sustenta a Lei Municipal nº 1.765/91", enfatizou José Carlos Amâncio.

Fonte: Ascom Setransp

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais