Operários demitidos de fábrica aceitam acordo trabalhista

0
Ex-funcionários aceitam o acordo trabalhista (Foto: Sindceram)

Em assembleia realizada nesta sexta-feira, 13, os 51 operários demitidos da empresa Escurial Revestimentos Cerâmicos aceitaram a proposta oferecida pela fábrica para pagamento de dívidas trabalhistas. A oferta foi apresentada ontem, 12, em reunião no Ministério do Trabalho.

A proposta é de que os pagamentos das rescisões contratuais, sete meses de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e os 40% da multa de FGTS sejam feitos em 12 parcelas. Na próxima segunda-feira, 16, FGTS e guia para seguro-desemprego serão liberados. Já no dia 18 de julho será paga a primeira parcela da rescisão.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fabricação de Cerâmica, Vidros e Embalagens de Vidros do Estado de Sergipe (Sindceram), Alexandre Delmondes, “os trabalhadores entenderam que, no momento, era a melhor coisa a se fazer porque ingressar com demanda judicial poderia demorar ainda mais”. Ainda segundo Delmondes, após a assembleia, a empresa também garantiu o pagamento de uma cesta básica nesta sexta.

No dia 9 de julho, a diretoria-geral da empresa havia informado que as demissões foram consequência de uma reestruturação na organização em razão de crise financeira.

por Jéssica França

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais