Trabalhadores prometem manifestação na Justiça do Trabalho

0

Fábrica fechou as portas há dois anos
Trabalhadores da Indústria Têxtil vão fazer uma manifestação na próxima terça-feira, 13, na porta da Justiça do Trabalho [Centro Administrativo Augusto Franco], por conta da demora no julgamento do processo que visa o pagamento das verbas rescisórias dos ex-funcionários da Fábrica Confiança, que fechou as portas em 2008.

O presidente do Sindicato da Indústria Têxtil (Sinditêxtil), Giseldo Santos informou que a preocupação dos trabalhadores é porque o prédio da antiga Fábrica Confiança será leiloado no próximo dia 15 de abril e a Justiça ainda não determinou quando cada um dos cerca de 430 trabalhadores vai receber de verbas rescisórias.

Giseldo Santos: “Trabalhadores podem ficar a ver navios”

“Os trabalhadores poderão ficar a ver navios, sem receber nada do que for arrecadado nesses leilões, cuja estimativa é de mais de R$ 3,5 mil. O dinheiro vai para o Governo Federal e nós trabalhadores não temos direito a nada. A Justiça do Trabalho está sendo muito lenta. O sindicato deu entrada há um ano e meio e ainda houve o julgamento quanto ao pagamento das verbas rescisórias”, lamenta Giseldo Santos lembrando que se o prédio não for leiloado no dia 15, haverá um novo no dia 29.

O sindicalista disse ainda que até agora, somente o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) dos trabalhadores da antiga Fábrica Confiança foi liberado. “Ainda faltam salários, décimo terceiro, férias, aviso prévio e nem os 40% da multa do FGTS”, ressalta.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais