Turismo movimenta a economia na Orla

0

A grande quantidade de turistas na cidade aumenta o comércio da praia (Foto: Arquivo Portal Infonet)
Verão significa praia e sol e por conta disso é nesta época que acontece o maior fluxo de turistas nas praias de todo o Brasil. Em Sergipe, são esperados cerca de 120 mil turistas neste período. A informação é do presidente da Empresa Sergipana de Turismo(Emsetur), José Roberto de Lima.

Com isso, a movimentação financeira do comércio, que é ligado diretamente ao turismo, vê suas vendas aumentarem cerca de 60%, como informam as agências de viagem da cidade.  “As vendas de pacotes aumentaram em torno de 10% a 15% em relação ao ano passado”, comemora a agente de turismo Lilian Oliveira, que recebe turistas, em sua maioria de Brasília (DF) e São Paulo (SP).

Lilian Oliveira, diz que essa é época que mais vende pacotes (Foto: Portal Infonet)
Agência

As agências de viagem da cidade promovem pequenos roteiros de passeios turísticos para o interior do estado. Lilian Oliveira conta ainda que os destinos mais procurados são Mangue Seco e Xingó. Além destes, os pacotes para estados vizinhos como Alagoas e Bahia são bastante procurados para quem quer conhecer muitas cidades em uma só viagem. Este é o caso da estudante de Recife Carla Nascimento.

“Eu quero aproveitar que estou pertinho da Bahia e ir logo conhecer, fica mais barato pra mim”, disse.

Artesanato

As camisas são as mais procuradas pelos turistas (Foto: Portal Infonet)
No verão, época em que a cidade recebe turistas de todo o Brasil, as vendas de produtos turísticos na praia aumenta quase 90%, como informa Ricardo Alexandre, proprietário de uma loja desse tipo de produto localizada na Orla de Atalaia.

“Nessa época, vendemos muitas camisas, redes e rendas”, comemora. Para ele,  o motivo das vendas vai além de querer levar lembranças de onde visitou. “O pessoal compra a renda porque aqui é muito mais barato do que em outras cidades”.

Restaurantes

Os restaurantes também apontam o crescente movimento dessa temporada. “Todos os dias estamos com a casa cheia, principalmente no almoço, horário que pessoal costuma voltar da praia”, informou o garçom Cleber Rocha, que trabalha em restaurante localizado na Passarela do Caranguejo.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais