Uber: SMTT não tem registro de apreensões ou multas

0
(Foto: Arquivo Portal Infonet)

Em três dias do funcionamento do aplicativo Uber em Aracaju a Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) não teve registrou de multas ou apreensões de veículos. De acordo com a assessoria de comunicação, o aplicativo na capital sergipana é tratado como transporte clandestino de passageiros, sujeito a multa e apreensão do veículo.

A assessoria reconhece a dificuldade em multar o condutor que atua no Uber. “É difícil detectar o motorista do Uber pela forma como eles atuam. Geralmente o passageiro é conduzido no banco da frente do veículo, parecendo uma carona e não levanta suspeita. Por isso, pedimos que quem quiser possa denunciar para o número 118 que é o disque trânsito da SMTT informando a placa do veículo e o local. A SMTT enviará uma equipe de fiscalização do transporte clandestino para o local”, explica o assessor Flávio Lima.

O representante do Sindicato dos Taxistas de Sergipe (Sintaxe), Gerson Ferreira, afirmou que aguarda que a SMTT entre na Justiça contra o funcionamento do aplicativo. “Toda a categoria de taxistas está indignada e chateada porque não existe um carro de placa cinza fazer transporte de táxi de passageiros. Isso é ilegal, o aplicativo é clandestino e não pode funcionar em Aracaju onde existe uma Lei que proíbe. O sindicato aguarda que a SMTT entre na Justiça proibindo o aplicativo”, fala o sindicalista que não concorda com a argumentação de que o aplicativo proporciona vagas para trabalhadores.

“Se você está desempregado e for até o Paraguai comprar umas mercadorias, terá os produtos apreendidos e pode até responder a processo. E olha que você é brasileira e trará a mercadoria para vender no seu país. Agora não entendo uma multinacional americana entrar em uma cidade, de forma clandestina e ninguém fazer nada”, diz Ferreira.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais