Adufs não concorda com retomada das aulas presencias na UFS

0
A UFS ainda não decidiu uma data para a retomada das aulas presenciais (Foto: Seduc)

A Associação dos Docentes da Universidade Federal de Sergipe (Adufs) disse nesta terça-feira, 26, que é contra a retomada das aulas presenciais na UFS. O assunto ainda está discutido pela Reitoria da instituição que, por enquanto, afirma não saber se as atividades serão retomadas nos formatos presencial, remoto ou híbrido (aulas presenciais e remotas). 

Para a Associação, diante do quadro de avanço da Covid-19 previsto para o mês de março, a retomada se torna uma ação arriscada para docentes, estudantes e todo o corpo administrativo da universidade.

De acordo com a vice-presidente da Adufs, Josefa Lisboa, na última segunda-feira, 25, foi realizada uma assembleia com a categoria para discutir o possível retorno. “Na realidade, não somos nós que devemos dizer se as aulas devem voltar ou não, mas sim os profissionais da saúde capacitados”, declara. “Na assembleia, após a categoria apresentar as demandas, nós realizamos uma avaliação e concluímos que, diante da situação, a Associação diz não ao retorno presencial”, completa.

Ainda segundo a vice-presidente, existem professores que são do grupo de risco e alguns estão internados devido ao novo coronavírus. “Sem a imunização da categoria, não temos como garantir a segurança dos docentes e nem dos estudantes”, explica. “As medidas de segurança, a exemplo da  utilização de máscaras e álcool, distanciamento social e abertura de janelas, não garantem a segurança daquele estudante que, para chegar na universidade, precisa pegar um transporte coletivo que, inclusive, está com a frota reduzida justamente devido à pandemia”, ressalta.

Ao ser questionada sobre qual seria o momento ideal para o retorno das aulas presenciais, Josefa Lisboa comenta que não dá para avaliar um retorno se a estimativa é o aumento de casos de Covid-19. “Não sabemos quando. Na assembleia, fizemos uma avaliação e nos foi apresentado uma estimativa de crescimentos de casos, principalmente com a nova variante do vírus. Agora não dá pra avaliar um possível retorno, mas sabemos que a forma mais segura de voltarmos é se a categoria estiver vacinada”, pontua.

Universidade Federal de Sergipe

A Universidade Federal de Sergipe (UFS), informou, através de nota, que ainda não definiu se aulas serão retomadas nos formatos presencial, remoto ou híbrido (aulas presenciais e remotas). 

Segundo a universidade, embora a Portaria Nº 1.096 do MEC estabeleça o retorno das aulas presenciais nas Instituições Federais de Ensino Superior a partir de 1º de março de 2021, a UFS está em processo de construção do modelo para a retomada das aulas presenciais e definição sobre a data em que isso ocorrerá.

Ainda de acordo com a UFS, reuniões com os diretores de campi e centros estão acontecendo com o objetivo de discutir possíveis demandas e sugestões para viabilizar o retorno gradual das atividades presenciais.

Por Isabella Vieira e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais