Escola que sofreu arrastão realizará projeto de combate à violência

0
Segundo informações da Seduc, para entrar na escola os suspeitos informaram que eram estudantes e que queriam renovar a matrícula (Foto: arquivo/ Portal Infonet)

A Escola Estadual Alceu Amoroso Lima passará a investir em projetos pedagógicos voltados à não violência a fim de conscientizar os jovens da instituição. A medida é uma das formas de “resposta” ao arrastão que a instituição sofreu na noite da última terça-feira, 3. Na ocasião, três homens armados invadiram o local e levaram alguns pertences, como celulares, de professores e alunos. Dias depois do roubo, todos os entes da escola (direção, funcionários, professores, alunos e pais de alunos), além de alguns representantes da sociedade civil, se reuniram para elaborar ações de combate à violência.

Segundo a Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte (Seduc), a reunião foi produtiva e contou com a participação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), representantes do Grêmio Estudantil e associação de moradores. “Cada participante ficou de fazer a sua parte, a exemplo da Seduc. Nós ficamos de verificar a melhoria da iluminação e a escola irá realizar projetos pedagógicos voltados à não violência, além de cuidados com a identificação dos alunos e horário de abertura e fechamento do portão da escola”, informou à pasta.

Entenda o caso

Alunos e professores da Escola Estadual Alceu Amoroso Lima, localizado na zona sul da capital, foram surpreendidos por três homens armados na noite desta última terça-feira, 3. Segundo informações da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte (Seduc), para entrar na escola os suspeitos informaram que eram estudantes e que queriam renovar a matrícula. Não houve feridos.

Ainda segundo a Seduc, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) já investiga a conduta dos rapazes para confirmar se ambos eram ou não alunos do colégio. As aulas do turno da noite foram suspensas naquela semana.

Suspeito identificado

Segundo a SSP, o rapaz está foragido (Foto: SSP)

Dois dias após o roubo, a Polícia Civil divulgou imagem de um rapaz, identificado como Igor Leite Santos, suspeito de ser um dos autores do crime. A SSP ressalta que a população também pode contribuir para a localização do suspeito repassando informações pelo Disque-Denúncia através do telefone 181. O sigilo é garantido.

por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

Comentários