Aulas online: Professores contam os desafios de ensinar a distância

0
Segundo os docentes ouvidos pelo Portal Infonet, a criatividade é um dos principais combustíveis para manter a motivação dos alunos (Foto:(pixabay)

Desde que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) se disseminou pelo Brasil as aulas tiveram que ser suspensas, assim como outras atividades. A partir de então, professores têm se ‘reinventado’ para preparar as aulas on-line, doando-se ao máximo para levar o conteúdo de uma maneira bem acessível e divertida. Segundo os docentes ouvidos pelo Portal Infonet, a criatividade é um dos principais combustíveis para manter a motivação dos alunos.

A professora Chris Abreu conta que tem dado aulas a distância desde o final de março (Foto: arquivo pessoal)

A professora Chris Abreu conta que tem dado aulas a distância desde o final de março. Ao todo ela leciona para 15 turnas do Colégio Estadual Francisco Rosa ao decorrer na semana. “A gente está tentando fazer uma educação eficiente. Seria algo como se fosse fazer o velho, mas de uma forma diferente”, afirma a docente. Chris conta que um dos seus desafios é justamente esse: encontrar novas formas e métodos para prender a atenção dos alunos.

Ainda segundo ela, outro desafio bem visível está relacionado ao contexto em que estamos vivendo atualmente, que afeta em cheio os alunos. “Eles acabam estudando em meio a um momento de bastante incerteza e medo. Porque não é somente estudar. É manter o elo, ou seja, o estímulo pelo estudo”, conta.

Apesar desse contexto de dificuldade, a professora explica que tem apostado em novas plataformas de conteúdo, como as redes sociais, para manter o foco e estimular a aprendizagem dos alunos. “Geralmente toda semana nós fazemos uma debate para saber o que tem funcionado e como podemos melhorar”, salienta.

Para a professora de Redação Paloma Abdallah, lidar com a tecnologia não chegou a ser um grande fator surpresa (Foto: arquivo pessoal)

Para a professora de Redação Paloma Abdallah, lidar com a tecnologia não chegou a ser um grande fator surpresa. “Em relação à tecnologia eu não tive dificuldade porque já tinha bastante familiaridade. Afinal, como eu ministro aulas ao vivo e também gravo vídeo aulas já havia investido em ferramentas que levassem até o aluno um material de estudo de qualidade”, afirma.

Abdallad brinca dizendo que transformou seu espaço de estudo em um estúdio de gravação. No entanto, apesar de todo o aparato tecnológico, a professora confessa que a interação com os alunos tem sido seu maior desafio. Segundo ela, na sala de aula o professor tem uma melhor dimensão se o aluno está entendendo o assunto, se tem receio de tirar alguma dúvida, ou até mesmo deseja uma explicação diferenciada sobre determinada tópico.

“Já na modalidade à distância nós não temos isso. Dessa maneira, nós tivemos que nos reinventar enquanto professores principalmente em relação a interação com os alunos”, afirma Paloma. A docente diz que a interação tem sido um aprendizado diário. “A grande questão é trazer os alunos para o ambiente virtual já que em casa eles têm grandes fatores de dispersão”, destaca. “É por isso que sinto falta de olhar nos olhos dos alunos”, desabafa.

por João Paulo Schneider 

Comentários