Biblioteca Pública Epiphanio Dória lança projeto ´Bped ao Ar Livre”

0
O projeto nasceu para dinamizar as atividades dentro das novas perspectivas sociais e suprir as necessidades dos usuários (Foto: Ascom Seduc)

A Biblioteca Pública Epiphanio Dória deu início na terça-feira, 18, ao projeto ‘BPED ao Ar Livre’, que tem como objetivo promover o retorno das atividades de leitura para os seus usuários, de forma segura, por meio de espaços de leitura nas áreas externas e com circulação de ar do prédio. Além de salas de leitura, os espaços também servirão para realização de outras atividades, como ‘contação de história’, clube do livro, práticas de yoga e outras vivências.

A abertura dos espaços contou com a aula inaugural da oficina de prática de Yoga, ministrada pela professora Danielle Louise. Essa atividade acontecerá todas as primeiras terças-feiras de cada mês. A iniciativa tem total apoio do Ministério Público do Estado, por meio da 8ª Promotoria de Justiça dos Diretos do Cidadão – Tutela Coletivos da Criança e do Adolescente, Lilian Carvalho, e da promotora de Justiça de Defesa do Consumidor, Euza Missano. A doação dos mobiliários e equipamentos foi realizada pelo Instituto Banese.

Os espaços também servirão para realização de outras atividades, como ‘contação de história’, clube do livro, etc  (Foto: Seduc)

Mário Rezende, assessor da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, participou do evento e falou sobre o projeto. “A iniciativa da Biblioteca em lançar o Projeto ‘Bped ao Ar Livre’ demonstra o compromisso da gestão da BPED em manter viva a alma da instituição, criando espaços alternativos ao processo de leitura, abrindo as portas da Biblioteca neste momento difícil, permitindo a socialização de saberes e o acesso ao conhecimento, de forma ampla e humana”.

De acordo com Juciene Maria de Jesus, diretora da Biblioteca, o projeto nasceu para dinamizar as atividades dentro das novas perspectivas sociais e suprir as necessidades dos usuários. “Os novos espaços  foram organizados com ambientes específicos para leitura individual nas varandas do prédio e no jardim da área externa. Esses ambientes contam com mesas, sombreiros, espreguiçadeiras, cadeiras, colchonetes, almofadas, totens de álcool em gel e pontos de energia para conexão de aparelhos eletrônicos. Tudo funcionará respeitando os protocolos de higienização e recomendações das autoridades de saúde, a fim de promover um ambiente confortável e seguro para nossos leitores”, explicou.

A diretora administrativa e financeira do Instituto Banese, Leila Santa Cruz, esteve presente ao lançamento e disse que para a instituição é uma honra poder apoiar o projeto da Biblioteca. “Poder dar esse apoio para a reabertura da Biblioteca Pública Epiphanio Dória, fornecendo livros novos, materiais e mobiliários que possibilitarão a visitação e a leitura com a maior segurança, que é exigida agora neste tempo de enfrentamento ao coronavírus, é uma enorme satisfação para nós, assim como saber que os leitores  voltarão a ter acesso aos livros, às publicações aqui disponíveis” enfatizou.

Frequentadora assídua da Biblioteca, a historiadora e escritora Maria da Conceição Barreto Alves não escondia a alegria em poder voltar a frequentar a Bped. “Tive o prazer de lançar em 2015 um livro aqui na biblioteca e sempre fui frequentadora deste espaço. Ligava quase que diariamente  para saber quando a Bped iria voltar a receber seus usuários e fiquei muito feliz em receber a ligação de Juciene, avisando-me que hoje seria o lançamento do “Bped ao Ar Livre”. E aqui estou, feliz e muito impressionada com a organização e o cuidado com a nossa segurança. O imobiliário está lindo, junto de alguns espaços que foram criados para nos dar conforto. Parabéns à diretora da Biblioteca pela iniciativa e ao Instituto Banese pelo apoio. Essa biblioteca é show de bola; é um prédio bonito. Eu acho que tem de estar aberto para artistas, exposições, pesquisadores, leitores, escolas. Enfim, ela tem condição de  receber com segurança, como estou  confirmando hoje aqui”, explicou.

A Biblioteca Pública Epiphanio Dória vai funcionar com os seguintes serviços: Empréstimo presencial – os livros do Acervo Circulante e Infantil serão emprestados mediante solicitação diretamente na recepção ou via e-mail. Vale lembrar que o usuário não terá acesso às estantes e acervos. Ele poderá fazer a consulta do acervo por meio de um computador que será disponibilizado exclusivamente para essa função. Os livros serão fornecidos por um membro da equipe da biblioteca e retirados na recepção.

Já no Setor Braille, os empréstimos  do acervo em Braille e audiolivros para pessoas com deficiência visual e cegos, serão feitos em domicílio, através do projeto “Pontes para leitura”. Com relação às  pesquisas nos setores da Hemeroteca, Acervo Sergipano e Obras Raras, essas estarão  disponíveis mediante agendamento com antecedência mínima de sete dias, feito por email: bped.pesquisador@gmail.com.

Fonte: Seduc

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais