Estados do Nordeste discutem compras conjuntas para Educação

0
Os representantes das secretarias de educação de seis estados do Nordeste, entre eles Sergipe, se reuniram em Salvador/BA ( Foto: Seduc)

Representantes das secretarias de Educação de seis estados da região Nordeste –  Bahia, Sergipe, Ceará, Rio Grande do Norte, Maranhã e Pernambuco – discutiram, nesta terça-feira ,3, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador (BA), ações para a realização de compras conjuntas de insumos e serviços para a Educação. Estes e os demais estados nordestinos fazem parte da Câmara Técnica Permanente de Compras e Licitações do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED). A iniciativa também faz parte da agenda do Consórcio Nordeste, que reúne os governadores em torno de ações em comum para a região, e objetiva otimizar a aplicação de recurso público.

O secretário da Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, falou da importância da iniciativa. “Nós temos uma outra agenda voltada para o campo pedagógico, mas hoje, aqui, com a participação da secretaria executiva do Consórcio, a nossa expectativa é de fechamento de uma proposta de compras públicas. Naturalmente que temos uma lista com diversas opções de equipamentos e sistemas de avaliação. O nosso foco é em torno de quatro produtos que possamos comprar conjuntamente, a exemplo de kit escolar, carteiras e ar-condicionado. Esta iniciativa vai envolver o corpo técnico dos nove estados, com profissionais qualificados que irão fortalecer a unidade da Educação no Nordeste”, afirmou.

A diretora geral da Secretaria da Educação da Bahia, Talita Nobre, explicou sobre os encaminhamentos do encontro. “Nesta reunião retomamos as pautas que foram validadas e discutidas pelos secretários que fazem parte do Consórcio Nordeste para darmos encaminhamentos a esta construção de aquisição coletiva de itens para a Educação. Estamos fechando um cronograma de execução, discutindo alguns tópicos que precisarão ser validados pelos secretários, para que a gente possa fechar os termos de referência e publicar alguns editais. Esta é uma pauta muito estratégica para o Nordeste. A Educação ganha muito com esta discussão, que trará mais eficiência na aquisição de itens que beneficiarão a nossa rede”, destacou.

Para o representante da Secretaria da Educação de Sergipe presente na reunião, José Dias Júnior, o consorcio é importante porque fortalece a região Nordeste, por implicar em consumir produtos em conjunto mais em conta, com mais eficiência para a área da educação. “Os nove Estados se reuniram, discutimos a melhor forma e estratégia para se realizar as compras do consórcio. O estado de Sergipe acredita e continuará participando desse novo sistema de consórcio’, afirma.

Fonte: Seduc com informações da Secretaria de Estado da Educação da Bahia

Comentários