FIES: número de contratos diminuiu no Nordeste

0
Este ano, o número de beneficiados em Sergipe foi de 442 (Foto: Fies/MEC)

O número de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) de 2018 caiu na região Nordeste. Enquanto em 2017 o número de beneficiados foi de 57.448, neste ano, foram apenas 19.159. Em relação a todo país, no ano passado, houve 170.842 contratos firmados. Já em 2018, o número de contratos caiu para 45.862, representando uma variação negativa de 73,2%.

Até o momento em Sergipe concentra uma variação negativa de 81,6% – fechando 442 contratos em 2018 contra 2.407, em 2017. Na região Nordeste, esse foi o estado que apresentou a maior variação negativa. A menor variação foi do Piauí – com 52,9%.

Os dados apresentados acima são do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Outra informação importante também foi divulgada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), a qual mostra que apenas 80,3 mil vagas do Fies foram preenchidas entre as 310 mil ofertadas em 2018 em todo o país.

Em fevereiro deste ano, nenhum financiamento foi fechado. A maior quantidade foi negociada em março (12.572) e, em seguida, no mês de junho (10.744). Os dados foram coletados até novembro de 2018, com destaque para apenas 38 contratos sem período especificado.

Bolsas de estudo

A estudante Leila Silva de Oliveira, de 42 anos, não considerou o fies como uma alternativa quando decidiu que iria iniciar o curso de Administração. “Para mim, o Fies seria uma dívida praticamente eterna”. Em busca de outras oportunidades, Leila optou pela bola de estudo de instituição privada. “Considerei o Educa Mais por indicação de uma amiga. A bolsa de estudo é realmente mais viável para mim do que o Fies”, destaca.

Se assim como Leila, você deseja terminar a sua graduação sem nenhuma dívida, conte com a ajuda do Educa Mais Brasil. O programa oferta bolsas de estudo para várias modalidade de ensino e você até pode conseguir até 70% na mensalidade do seu curso dos sonho. Se interessou? Acesse o site o Educa Mais Brasil e confira todas as oportunidades disponíveis na sua região.

Fonte: ascom Agência Educa Mais Brasil

Comentários