IFS abre 1,3 mil vagas em cursos de graduação e técnicos subsequentes

0
A partir do dia 1º de outubro os interessados podem se inscrever para concorrer a uma das 1.315 novas vagas (Foto: Freepik)

O Instituto Federal de Sergipe (IFS), por meio de sua Pró-reitoria de Ensino, lançou nesta segunda-feira, 28, editais do processo seletivo para ingresso em 2020.2 de novos estudantes nos cursos de graduação e técnicos subsequentes, destinados a quem já concluiu ou está para concluir o ensino médio, observando às regras dos editais. A partir do dia 1º de outubro os interessados podem se inscrever para concorrer a uma das 1.315 novas vagas, sendo que os editais apresentam três novidades: inscrições gratuitas, análise de heteroidentificação para cotas étnico-raciais e um novo formato de seleção por meio de análise do histórico escolar e boletim do Enem, sem provas.

São 380 vagas para os cursos de graduação, nos campi Aracaju, São Cristóvão e Lagarto, e 935 vagas nos cursos técnicos subsequentes nos campi Aracaju, São Cristóvão, Estância, Lagarto, Propriá, Socorro, Itabaiana, Tobias Barreto e Glória. Para se candidatar às vagas, os candidatos devem realizar o procedimento de leitura do edital referente à modalidade de curso que quer fazer, preencher o formulário eletrônico de inscrição inserindo: campus, curso e a reserva de vagas, e as notas do 1º e 2º ano do ensino médio ou equivalente para os técnicos subsequentes ou as notas do boletim do Enem (edições de 2015 a 2019) para a graduação.

Ainda no momento de se inscrever, será necessário anexar em PDF (arquivo único) os documentos: RG, CPF, RG do responsável se for candidato menor de 18 anos, além de histórico escolar para os técnicos subsequentes ou boletim do Enem para a graduação.

Análise curricular e nota do Enem

Diante da necessidade de distanciamento social e com a finalidade de não realizar aglomerações para evitar a propagação da Covid-19, o IFS precisou rever o formato de seleção, que antes era realizado por meio de provas presenciais, sendo que essa mudança ocorre em caráter excepcional para esta edição por causa da emergência de saúde pública. Sendo assim, os editais do processo seletivo para 2020.2 preveem que a seleção para novos alunos ocorrerá de duas formas: por análise dos históricos escolares dos candidatos aos cursos técnicos subsequentes e pela análise das notas do boletim do Enem para quem se candidatou aos cursos de graduação.

Sendo assim, a classificação será realizada por ordem decrescente da média aritmética das disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Em caso de igualdade de pontos, terá preferência o candidato que obtiver a maior média de português e, em caso de novo empate, tiver mais idade. O resultado final dessa classificação será divulgado no dia 30 de outubro, com recursos interpostos previstos entre 30 de outubro e 3 de novembro, e resultado final publicado em 6 de novembro.

Análise de heteroidentificação

Outra novidade nesta edição do processo seletivo para ingresso de novos alunos é que o candidato que se inscrever para as cotas de negros (as), pretos(as) e pardos(as) deverá passar por uma comissão de heteroidentificação ético-racial, que ocorrerá por meio de videoconferência. Essa comissão analisará os aspectos fenotípicos do candidato, conforme a resolução Nº 14/2020/CS/IFS.

Essa análise somente ocorrerá após a divulgação do resultado final da análise do histórico escolar e do boletim do Enem, entre 20 e 25 de novembro. Sendo assim, é importante que o interessado esteja atento ao realizar sua autodeclaração nas cotas, tendo em vista que caso ele não seja aprovado na análise, estará desclassificado do processo seletivo mesmo que tenha obtido nota de aprovação.

Ao todo, o IFS dispõe de 50% de suas vagas destinadas à ampla concorrência independentemente de ter estudado em escola pública, renda ou etnia, sendo que 5% destas são destinadas às pessoas com deficiência (PcD). Já as demais vagas estão destinadas em 25% para estudantes negros (as) (pretos(as) e pardos(as)) e indígenas provenientes de escola pública (com vagas específicas para rendas maiores ou menores que 1,5 salário mínimo e para pessoa com deficiência), e 25% delas para estudantes provenientes de escolas públicas (independentemente da etnia) com vagas específicas para rendas maiores ou menores que 1,5 salário mínimo e para pessoa com deficiência.

Mais editais para ingresso no IFS

Além dos editais de processo seletivo para novos alunos nos cursos técnicos de graduação e técnico subsequente, o IFS está também com editais de transferência interna (entre os cursos do próprio IFS) para ambas as modalidades de cursos, transferência externa (entre instituições) para os cursos de graduação, de reintegração de vagas (que deseja retornar ao IFS) para os cursos de graduação, subsequente e Proeja, além do edital para ingresso de portador de diploma nos cursos de graduação.

Clique aqui para acessar o edital do processo seletivo para os cursos de graduação.

Clique aqui para acessar o edital do processo seletivo para os cursos técnicos subsequentes.

 

Fonte: IFS

Comentários