IFS abre edital com 80 vagas para cursos técnicos em Itabaiana

0
As vagas são para os cursos técnicos subsequentes em Agronegócio e Manutenção e Suporte em Informática (Foto: Pixabay)

O Instituto Federal de Sergipe (IFS) publicou o edital para o processo seletivo 2019.2, ofertando 80 vagas no Campus Itabaiana para alunos que já concluíram o ensino médio e desejam fazer parte dos cursos técnicos subsequentes em Agronegócio e Manutenção e Suporte em Informática.

Para participar, o candidato deve acessar o site do processo seletivo, ler o edital e realizar a inscrição até o dia 1º de abril.

Para conseguir a isenção do pagamento da taxa de inscrição é preciso comprovar que cursa integralmente o ensino médio em escolas da rede pública, além da comprovação da renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (R$ 1.431,00).

Vagas e cotas

Cada curso conta com 50% das vagas destinadas à ampla concorrência (Grupo A) e 50% das vagas destinadas aos candidatos egressos de escolas públicas (Grupo B e C). Do percentual destinado aos interessados que cursaram o ensino médio em escola pública, 50% (cinquenta por cento) será reservada para candidatos com renda familiar bruta igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita e outros 50% (cinquenta por cento) reservados para candidatos Egressos de Escolas Públicas independente de renda.

Dentro dos 50% de vagas reservadas tanto para candidatos egressos de escolas públicas com renda familiar bruta igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita quanto para candidatos Egressos de Escolas Públicas independente de renda, haverá uma nova subdivisão na qual será aplicado um percentual para reserva de vagas para candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas (PPI) Não-PcD e PPI-PcD; e para os que não se autodeclararem pretos, pardos e indígenas (PPI) não-PcD e PcD.

As provas serão realizadas no dia 5 de maio de 2019 e o resultado final está previsto para o dia 23 de maio, com matrícula da primeira chamada entre os dias 10 e 14 de junho.

Com informações do IFS.

Comentários