MPE determina suspensão de contratos na educação

0
Suspensão dos contratos acontce dia 13 (Foto: Arquivo Infonet)

Atendendo a uma determinação do promotor de Justiça da comarca de Canindé de São Francisco, Emerson Oliveira Andrade, a prefeitura do município estará suspendendo a partir desta segunda-feira, 13, todos os contratos da Educação. São 296 funcionários, sendo 104 professores, além de serventes, vigilantes, cuidadores de crianças, monitores de ônibus e motoristas que trabalham nas escolas da rede municipal.

Segundo o prefeito Heleno Silva, no comunicado encaminhado à administração, o promotor avisa que em caso de descumprimento, o gestor responderia às penalidades previstas em lei, inclusive com o ingresso de ação civil pública por improbidade administrativa. “Tenho uma viagem importante para Brasília e amanhã iremos solicitar uma audiência na quinta-feira para buscar uma solução para esse grave problema. São quase 300 servidores que ficarão sem emprego e hoje são responsáveis por ofertar serviços essenciais à educação de Canindé”, frisa o gestor.

A prefeitura está divulgando uma nota de esclarecimento através de carro de som comunicando a decisão do Ministério Público. No comunicado, a Secretaria Municipal de Educação pede aos diretores de escolas que administrem a situação até que haja uma solução para o impasse.

Fonte: SECOM/PMCSF

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais