Pandemia: DCE pede e Unit nega equiparação de mensalidade com EaD

Unit se recusa a equiparar mensalidades de cursos presenciais com EaD (Foto: divulgação)

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Tiradentes (Unit) pediu a revisão do valor da mensalidade paga pelos alunos para os cursos presenciais de forma que a taxa seja equiparada àquela paga pelos alunos do programa de ensino a distância (EaD). O presidente do DCE, Jhonny Emanuel, explica que o isolamento social decretado pelo governo estadual ainda no mês de março, em função da pandemia declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) frente à proliferação do coronavírus, provocou a suspensão das atividades presenciais e a universidade adotou a metodologia de aulas virtuais para dar sequência ao calendário acadêmico de 2020.

No ofício enviado à diretoria da Unit, o presidente do DCE destaca que os estudantes sofreram “inúmeros prejuízos” com o impacto econômico que as medidas restritivas trouxeram à população. “Muitos de nós tivemos nossa fonte”, diz o presidente da entidade estudantil justificando o pleito.

Ao Portal Infonet, a assessoria de imprensa da Universidade Tiradentes informou que a instituição não teria condições de atender a essa reivindicação dos estudantes que optaram pelos cursos presenciais ofertados pela Unit. Em nota enviada à redação, a assessoria de imprensa informa que a Unit não migrou as atividades presenciais para o modelo de ensino à distância. “O EaD é, geralmente, autoinstrucional e com apoio pedagógico de tutores em horários predefinidos. O que não ocorre nesse modelo temporário adotado pela Unit”, explica a assessoria de imprensa, na nota.

E explica que a instituição adotou uma plataforma específica, diferente da usada no modelo EaD, para que os alunos possam assistir às aulas em tempo real. “A Unit substitui, temporariamente, somente a estrutura da sala de aula convencional pelo conforto e segurança do lar do aluno, já que as aulas acontecem nos mesmos horários das aulas presenciais, num espaço restrito à turma que permite interação ao vivo com o professor e seus colegas”, destaca a nota.

Parcelamento de mensalidades

O presidente Jhonny Emanuel também pediu a extinção das taxas de juros e tratamento diferenciado para os alunos que não estão encontrando condições de pagar as mensalidades dentro do calendário previamente estabelecido pela Unit, de forma que a flexibilização e negociação das mensalidades tenha participação direta do DCE. A Unit responde que já atendeu a esta reivindicação. “Logo após o decreto recomendando isolamento social, a primeira medida tomada pela Unit foi o parcelamento da mensalidade do mês de março em três vezes para todos os alunos”, diz a assessoria, na nota.

 

por Cassia Santana

 

 

Comentários