Professores protestam em frente à Seed

0

Professores entregarão ofício ao governador
Professores da rede estadual fazem manifestação nesta quinta-feira, 30, em frente à Secretaria de Estado de Educação (Seed). Como informa o secretário de comunicação do sindicato da categoria, Roberto Silva dos Santos, os professores reivindicam as implementações do piso salarial nacional e das eleições para diretores nas escolas públicas estaduais.

Liderados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintese), os docentes pretendem protocolar ofícios destinados ao secretário de Educação, José Fernandes de Lima, e ao Governador do Estado, Marcelo Déda. Segundo Roberto Silva, o piso nacional, que eleva o salário dos professores de R$ 425 para R$ 950, foi instituído em julho de 2008.

Roberto conta que já foram iniciadas as discussões com a Seed, mas as negociações pouco avançaram. “Em agosto,  foi criada uma comissão para discutir o piso com a participação do Sintese, mas, até agora, só aconteceu uma reunião. Outras quatro reuniões foram marcadas e desmarcadas”, relata.

Roberto Silva: negociações pouco avançaram
Gestão democrática

O secretário do sindicato afirma que o projeto de lei que prevê a eleição dos diretores das escolas estaduais, a gestão democrática, também já foi inicialmente discutido com a Seed. Porém, há um ponto polêmico no projeto.

Segundo o Sintese, a Seed defende que para que o professor possa exercer o cargo de diretoria, ele deva ser aprovado com média sete numa prova. “Defendemos que, ao invés da prova, o Estado ofereça formação aos professores. A prova não qualifica. A formação sim”, argumenta.

A equipe do Portal Infonet tentou entrar em contato com algum representante da Seed, mas ninguém que estivesse autorizado a falar sobre o assunto foi encontrado. 

Por Zeca Oliveira e Carla Sousa

Comentários