Reportagem do SBT expõe fraudes na merenda escolar em SE

0
Uma das cidades citadas na matéria foi São Cristóvão

A reportagem “Os Senhores da Fome” veiculada no programa Conexão Repórter, do SBT, sobre a máfia da merenda escolar em Sergipe despertou os olhares par as fraudes e licitações envolvendo alimentos que deveriam ser destinados à milhares de crianças em Sergipe.

O repórter Roberto Cabrini comandou uma investigação de quatro meses e revelou uma rede de empresários que se uniu a políticos para fraudar licitações de merenda escolar. Foram exibidas imagens dos bastidores de reuniões e gravações secretas apontando como os empresários produzem licitações com cartas marcadas e superfaturam o preço da merenda, definindo quem vai ganhar e quem vai perder com pagamentos de propina que incluem governantes.

Em nota, a Prefeitura Municipal de São Cristóvão, ressaltou a importância do jornalismo de cunho investigativo no Brasil e destacou que não se opôs em momento algum em receber os representantes da emissora; A Prefeitura disse ainda que adotará diversas providências, entre elas, o afastamento do pregoeiro Marcos Muniz a partir do dia 1º de junho, a suspensão do processo de licitação citado na reportagem, a adoção de medidas necessárias à contratação imediata de merenda (nos termos da lei), a instauração dr um processo administrativos para apurar os fatos.

A nota destaca que a prefeita Rivanda Batalha repudia veementemente as condutas citadas pelo SBT e revela que a gestora irá adotar providências jurídicas em face do empresário Célio França, diante das calúnias praticadas, inclusive sem qualquer prova das alegações.

A Prefeitura Municipal esclarece ainda que o ex-secretário Armando Batalha de Gois encontra-se afastado do cargo desde agosto de 2013 por motivos de saúde. A Prefeitura se compromete a colaborar com o Ministério Público e com o Poder Judiciário nas investigações e nos desdobramentos processuais das ocorrências que foram veiculadas na imprensa, deixando todas as informações bancárias, telefônicas e fiscais à disposição das autoridades.

A Prefeitura de Nossa Senhora de Socorro também enviou nota informando que foi vítima dos "acordos" apresentados pelo jornalista Roberto Caprini. A reportagem destaca o conluiu entre as empresa e sem envolvimento de servidores públicos no processo licitatório da Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro.

Todas as "negociações" foram realizadas restritamente entre as empresa, fato que infelizmente deixou todo o processo licitatório refém de um "acordo" entre os empresários.

Todo o trâmite licitatório da Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro tem sido transparente, acompanhado pelos órgãos competentes e registrado fotograficamente. Diante das provas, a Prefeitura irá prestar queixa e, nessa segunda (dia 01), entregará toda a documentação do trâmite licitatório ao Tribunal de Contas, ao Ministério Público e à polícia.

Destacamos que a licitação é recente e não foi efetuado nenhuma compra e/ou pagamento, sendo que o prefeito Fábio Henrique já determinou a suspensão de todo o processo licitatório até o final da  investigação.

Em nenhum momento, durante a matéria, foi apresentado envolvimento dos gestores e servidores da Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro. Sendo que, tanto o prefeito Fábio Henrique, quanto aos secretários, colocarão is seus sigilos bancários e telefônicos à disposição dos órgãos competentes.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais