Seduc promove curso de atualização de instrutor para ensino de Libras

Formação é direcionada aos instrutores de Libras de nível médio que atuam nas diretorias regionais de educação e na sede da Seduc. (Foto: Maria Odília/Seduc)

Até o dia 13 de junho os instrutores de Libras da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) participarão de uma intensa agenda formativa visando ao ensino da Libras para ouvintes. Ao todo, serão 130 horas/aula de curso, cuja metodologia abordará ações no formato semipresencial, com o Ambiente Virtual de Aprendizagem da Seduc (AVA). A formação é direcionada aos instrutores de Libras de nível médio que atuam nas diretorias regionais de educação e na sede da Seduc, lotados no Serviço de Educação Inclusiva (DED/Seinc).

De acordo com a coordenadora do Centro de Apoio ao Surdo da Seduc (CAS) e formadora, professora Tálita Cavalcante, nesse primeiro momento do encontro será trabalhado “o estudo do material didático que eles vão utilizar quando forem multiplicar o curso básico de Libras. Então eles vão aprender como funciona o curso, conhecer os recursos da plataforma; vão ter acesso a todo o material, como a metodologia de ensino, as estratégias, os planos de aula, toda essa estrutura para que eles saiam prontos para serem multiplicadores do curso de Libras nas suas diretorias regionais”, explicou.

A professora Lilian Alves, coordenadora do Seinc/Seduc, destaca que o objetivo de formar instrutores para o ensino da Libras é uma forma de disseminar a Libras e fazê-la chegar a mais pessoas. “Essa é uma ação que a Secretaria de Estado da Educação desenvolve por entender que uma das formas de viabilizar a socialização e a inserção da comunidade surda é justamente divulgar a Língua Brasileira de Sinais para todos”, disse ela, informando que seis instrutores de nível médio estão passando por formação. O curso de atualização para o ensino da Libras está sendo acompanhado por profissionais do CAS, DEA, DRE 1, DRE 2 e DRE 8. Para o instrutor surdo de Libras Amilton dos Santos Júnior, que é lotado no CAS, participar do curso é extremamente importante para conhecer e adquirir mais experiência quanto ao ensino da Libras para a sociedade em geral. “É importante que os ouvintes aprendam a língua de sinais para que eles tenham contato e possam se comunicar melhor com os surdos”, disse.

Já o instrutor ouvinte de Libras da DRE 2, Jeferson Reis Santos, destacou que a realização desses cursos é essencial para a divulgação da Libras, sobretudo aquelas ações que são estendidas para todos. “Vivemos ainda numa sociedade estereotipada quando se fala do que é a Libras, o que é a cultura surda; então esse momento de formação e instrução é uma forma de nós, como instrutores, podermos contribuir para a sociedade com o ensino básico do idioma. Acredito que essa união com os ouvintes também é importante para que a inclusão se efetive e ocorra de forma mais concreta”, finalizou.

Fonte: Ascom/Seduc

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais