UFS abre vagas de professor visitante nos programas de pós-graduação

São 23 vagas disponibilizadas para professores altamente qualificados e com destacada produção técnico-científica (Foto: Ascom/UFS)

A Universidade Federal de Sergipe (UFS), por meio da Coordenação de Pós-Graduação (COPGD), vinculada à Pró-Reitoria de Pós- Graduação e Pesquisa (Posgrap), lançou o edital de vagas para a contratação, por tempo determinado, de professores visitantes que irão atuar junto aos programas de pós-graduação da universidade.

A iniciativa tem como objetivo fomentar a integração entre ensino, pesquisa, extensão e inovação, a ampliação da produção intelectual e o fortalecimento da internacionalização da pós-graduação da UFS. O edital prevê a contratação de 23 professores visitantes, um número três vezes maior do que o último, que foi lançado em 2022.

Para o reitor Valter Santana essa ação trará muitas oportunidades. “Fico muito feliz de termos o lançamento de um edital de atração de professores visitantes, que virão para agregar conhecimento e novas técnicas para que a nossa pós-graduação possa crescer. A pós-graduação da Universidade Federal do Sergipe já é considerada de excelência pelos órgãos que nos regulam, especialmente a Capes. Nós temos hoje programas de conceito 6 em nossa instituição e para que a gente olhe para o futuro e possamos manter essa conquista, ou até mesmo amplificar o potencial da nossa pós-graduação, temos que buscar inovar”, explica.

Para o pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da UFS, Lucindo Quintans, essa é uma iniciativa que irá beneficiar toda a comunidade acadêmica e a sociedade sergipana. “O professor visitante, de maneira geral, tem uma renomada carreira científica. Então, teremos em nosso corpo de docentes mais professores extremamente qualificados, de carreira internacional, para alavancar e consolidar nossos programas de pós-graduação. Com isso, toda a parte de ensino da universidade ganha, porque esses pesquisadores também vão dar aula para a graduação, dar palestras, oportunizar trabalhos científicos e espaços dentro de laboratórios para desenvolver pesquisas que antes, muitas vezes, a universidade não tinha pesquisador específico para aquela área. Então, ela agrega valor aos indicadores e ao conhecimento científico do estado”, afirma.

O processo de seleção dos professores acontecerá em duas etapas. A primeira é relativa à escolha das propostas submetidas pelos programas de pós-graduação e a segunda se refere à seleção dos professores visitantes. Segundo o coordenador da COPGD, Gladston Santos, para o processo seletivo dessas propostas, será montada uma comissão formada por avaliadores externos e internos da universidade.

“Isso foi pensado de forma que a gente tenha um processo transparente e bem feito, para que possamos conseguir selecionar as melhores propostas apresentadas com a expectativa de que elas venham a compor o segundo momento, que será o edital lançado pela Progep, ou seja, o edital para seleção simplificada desses docentes visitantes’, explica.

Na primeira fase, os programas terão que apresentar propostas conjuntas, através de uma única submissão. Todas elas terão que ter pelo menos, a participação de dois programas: um obrigatoriamente com nota 4 ou superior, que será o coordenador da proposta e um segundo com a nota inferior àquele que está como coordenador, que vai ser o programa associado. Essa ação visa possibilitar a solidariedade entre os programas, que de acordo com Lucindo Quintans, é um critério de avaliação muito importante proposto pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

“Nossa intenção é que haja solidariedade acadêmica interna. A associação é benéfica porque programas mais experientes vão ajudar a induzir os menos experientes a se consolidar. Então, todas as experiências são muito bem-vindas e em outras instituições é muito incentivado que ações de solidariedade sejam desenvolvidas”, afirma o pró-reitor Lucindo.

Raphaela Granzotti, que é professora do Departamento de Fonoaudiologia e coordenadora do Programa de Ciências Aplicadas à Saúde (PPG-CAS) do Campus de Lagarto, acompanhou o evento e demonstra grandes expectativas sobre a chegada desses professores.

“O PPG-CAS é um dos cursos que, na última avaliação, subiu para a nota 4. É um curso relativamente novo, de apenas dez anos, que está em constante amadurecimento. Eu acho que essa oportunidade de um professor visitante vai ser importante tanto para a consolidação dessa nota 4, como para a gente pensar em um caminho para subir para nota 5. Dessa forma, o edital vai poder proporcionar aos nossos alunos e para a pós-graduação como um todo, uma diversidade de ganhos”, conclui.

O prazo para a submissão das propostas vai do dia 11 de março a 11 de abril. Estão aptos a participar do edital todos os PPGs da UFS, em nível de mestrado e doutorado, que estejam adimplentes junto à POSGRAP. O resultado final será publicado no dia 05 de maio.

Para ter acesso ao edital, clique aqui.

Fonte: UFS

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais