Videomonitoramento: PMA reforça segurança nas escolas do município

0
O processo de ensino e aprendizagem ultrapassa a sala de aula e requer condições favoráveis para o desenvolvimento intelectual (Foto: Ascom)

O processo de ensino e aprendizagem ultrapassa a sala de aula e requer condições favoráveis para o desenvolvimento intelectual. Garantir segurança e boa convivência no ambiente escolar é um dos aspectos mais importantes para que crianças e jovens possam ter uma educação de qualidade. Dessa forma, a Prefeitura de Aracaju, honrando o que está traçado no Planejamento Estratégico, vem realizando um trabalho a fim de garantir segurança nas escolas do município.

As ações desenvolvidas por meio da Secretaria Municipal da Defesa Social e Cidadania (Semdec), são voltadas para o enfrentamento à violência na capital, o que inclui o fortalecimento da Guarda Municipal (GMA), o desenvolvimento de programas e campanhas de combate às drogas, o funcionamento do sistema de videomonitoramento da Guarda e ações de arte e cultura.  O videomonitoramento, que já foi instalado nas unidades de saúde do município, e agora faz parte das ações que irão garantir a segurança dos alunos da rede municipal: consiste na instalação de câmeras que fazem a vigilância das escolas, de modo que se possa monitorar a  entrada e saída das pessoas que circundam as instituições, além de fornecer dados para que a inteligência da GMA possa agir pontualmente.

“Há uma contratação para vigilância eletrônica que nós já temos em todos os postos de saúde e, agora, estão sendo colocadas nas escolas. Através de câmeras internas, no perímetro externo, e sensores, toda vez que houver uma tentativa de invasão, um alarme irá disparar, alertando as pessoas que ali estão, e as mesmas poderão entrar em contato com a GMA, que irá se dirigir ao local”, explica o secretário da Defesa Social e Cidadania, Luís Fernando Almeida.

Nas escolas, o videomonitoramento já começou a ser instalado, e, assim como aconteceu nas unidades de saúde, o objetivo é tornar o ambiente mais seguro e propício para a realização das atividades desenvolvidas nos locais. “Nós tivemos, desde que foi implantado na saúde, apenas um furto e que foi por falha humana. Em todas as outras situações, nós fizemos prisão em flagrante e também, com o alarme soando, a pessoa desistiu e fugiu”, conta o secretário Luís Fernando.

A Secretaria Municipal da Educação (Semed) começou a instalar o equipamento com prioridade para os pontos mais vulneráveis levantados pela inteligência da Guarda Municipal. Até o momento, 95 câmeras foram instaladas em cinco escolas. “Começa-se equipando de proteção os lugares onde há maiores ocorrências, até chegar no todo. A condição das escolas, depois da implantação, vai ser medida com o tempo, principalmente no período de férias. Esse é um equipamento que tem funcionado muito bem nas unidades de saúde, especialmente em período noturno, onde não tem ninguém. Nós vamos avaliar o funcionamento nas escolas e, como aconteceu na Saúde, o número de ocorrências tende a cair para zero”, pontua o secretário .

Para a secretária municipal da Educação, Cecília Leite, a implantação desse sistema trará grandes perspectivas de melhoria na qualidade do ensino, garantindo a segurança do patrimônio escolar e, principalmente, dos indivíduos que ali frequentam. “Esse é um grande passo, um grande esforço no sentido de construção dessa proposta e no sentido de recursos, porque, investindo em segurança escolar,  estamos investindo na qualidade da educação”.

Ronda Escolar

Além disso, cotidianamente já acontece a Ronda Escolar, feita também pela Guarda Municipal de Aracaju. É uma ação que tem como fundamento resguardar as escolas municipais e, não somente o patrimônio, mas quem faz parte dele, como os alunos e professores. Para isso, através de uma avaliação criteriosa das escolas municipais, a GMA traça o perfil de atuação e realiza os trabalhos no sentido de garantir, não somente a segurança nas instituições de ensino, mas o direito ao livre acesso à educação.

O grupamento Ronda Escolar da Guarda Municipal de Aracaju atua diariamente na prevenção de atos que venham a violar a segurança nas unidades de ensino da capital. Entre 2017 e 2018, foram atendidas 499 ocorrências.

Fonte: Assessoria de Comunicação 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais