Brasil goleia Paraguai no sul-americano de futsal

0
Seleção comemora: terceira vitória seguida (fotos: Igor Matheus/ Portal Infonet)

A seleção brasileira de futsal sub-20 não para. Em sua terceira partida pelo sul-americano na noite desta quarta, 17, no ginásio Constâncio Vieira, o time canarinho pisou no Paraguai por 5 a 1. O resultado faz o Brasil seguir líder da chave A com nove pontos. Já o Paraguai experimentou sua primeira derrota, e continua com um ponto ganho. A seleção brasileira só voltará a jogar na sexta, 19, às 20h30, contra a Argentina.

O placar pode ter sido elástico, mas não foi um jogo tão fácil para o Brasil. No primeiro tempo, estava claro que a partida era de igual para igual. Bem posicionados, os paraguaios conseguiram neutralizar as jogadas brasileiras. Mas isso só durou até Assis completar para as redes após troca de passes rápida: Brasil 1 a 0. A partida passou então a ficar pegada e faltosa até soar o intervalo.

Willian marca o quinto: fechando a goleada

No segundo tempo, o Brasil pressionou e consegui chegar ao segundo gol com Serginho: após chute cruzado de Raul, o camisa 14 completou rasteiro para as redes – Brasil 2 a 0. Foi então que o Paraguai aproveitou uma bola parada para executar jogada ensaiada, e Galarza chutou forte no canto para marcar: 2 a 1.

O placar ficou perigoso por um tempo, mas a torcida respirou aliviada quando Gabriel, de letra, garantiu o terceiro gol: Brasil 3 a 1. Quando o Paraguai passou a usar o goleiro-linha e o gol ficou aberto, as oportunidades de um gol surpresa ficaram mais evidentes – e foi o que fez o goleiro Thomaz. Quando ficou com a bola nas mãos, o camisa 2 não pensou duas vezes e mandou o balaço pro gol: 4 a 1. Menos de um minuto depois, Willian aproveitou contra-ataque e fechou a conta com um chute forte e rasteiro: 5 a 1.

Paraguai começou bem, mas se desmontou no segundo tempo

Destaque do jogo pelo golaço, o goleiro Thomaz comentou a partida. “Foi um jogo muito truncado. O time do Paraguai marcou muito bem no começo, mas conseguimos fazer dois gols e trazer o time um pouco pra partida. Só que aí eles fizeram um gol e foram para trás de novo. Foi aí que o professor me colocou em quadra para que pudéssemos ter mais posse de bola e para abrir o jogo”.

Por Igor Matheus

Comentários