Comissão técnica do Sergipe proibe o uso do celular

0

 

Técnico Ribeiro Neto à direita
Depois de se reunir com a comissão técnica, o treinador do Sergipe, Ribeiro Neto, resolveu proibir os jogadores de usarem celular na concentração e, além disso, a disciplina será a principal meta em 2005. Participaram do encontro: o preparador físico, Claudemir Menezes, o preparador de goleiros, João José, o massagista Mamá e o supervisor Nelson Lima.

Ribeiro Neto fez questão de ressaltar que essa medida não visa punir o jogador e sim dar mais tranqüilidade para que ele possa render muito mais dentro de campo. Ele disse que todas as informações serão canalizadas pelo supervisor Nelson Lima.

“Os parentes dos jogadores terão o telefone celular do supervisor Nelson Lima para dar  recado ou mesmo num caso de urgência”, disse o treinador, ressaltando que quando esteve visitando o São Paulo, com o meio-campista Rocha, presenciou um telefonema da mãe de Toninho Cerezo, um monstro sagrado do futebol e que foi atendido pelo supervisor do clube, pois na época o técnico do Tricolor Paulista era Telê Santana e ele adotava esse mesmo tipo de comportamento que será implantado no Sergipe para não atrapalhar a concentração.

Reunião – Ribeiro Neto disse que na reunião também se discutiu como será a pré-temporada e algumas questões como transporte, frutas, academia e processo de exame médico. A apresentação do grupo está confirmada para o dia seis de dezembro. Os atletas passarão por uma bateria de exames e em seguida realizarão trabalhos físicos sob o comando do professor Claudemir Menezes.

O treinador rubro disse que no mês de janeiro pretende trabalhar com bola e vai solicitar da diretoria a realização de quatro amistosos sempre aos domingos. “O nosso objetivo é entrosar a equipe, visando o Campeonato Estadual e a Copa do Brasil”, disse Ribeiro Neto, acrescentando que as atitudes que estão sendo tomadas é para ajudar os atletas e prepará-los para o futebol do mundo, uma vez que nos grande clubes do Brasil e da Europa esses procedimentos dentro do profissionalismo são normais.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais