Confiança comemora 73 anos

0

Torcida do Confiança “empurra” o time

Começou no Dia do Trabalhador a história da torcida que todos chamam de proletária. Ao longo dos seus 73 anos, a Associação Desportiva Confiança consegue reunir uma grande torcida e apaixonada torcida. Por isso, no dia do aniversário do Dragão, o Portal Infonet faz uma homenagem ao maior patrimônio do clube: o torcedor azulino.

Confira a história e os títulos conquistados pelo Confiança

Veja fotos enviadas por apaixonados internautas azulinos

Leia as notícias mais lidas sobre o Confiança

Ouça o hino do Confiança

Anderson Araújo: “torcedor desde os 12 anos”
No bairro Industrial, local onde o Confiança “nasceu”, não é difícil encontrar gente que ‘mata e morre’ pelo time azulino e que garante ter muito o que comemorar nesta sexta-feira, 1º de maio.

É o caso do jornalista Anderson Araújo. Ele é daqueles que não permite uma crítica ao seu time e vai para todos os jogos, com exceção de clássicos entre o Confiança e o Sergipe. “Isso por conta da violência e das brigas entre as torcidas organizadas. Acompanho todos os demais jogos, seja aqui, no interior e até mesmo em outros estados eu já fui”, afirma.

Torcedor do Confiança desde os 12 anos, Anderson agradece ao pai por tê-lo incentivado desde pequeno a vibrar pelo time.  “Ele era torcedor fanático e nós aprendemos a gostar e defender o time desde pequenos. Cresci vibrando com as vitórias e lamentando as derrotas, mas jamais pensei em trocar de time”, garante o jornalista que reside no bairro Industrial e quando tem um tempinho disponível, aproveita
Givaldo: “O time está ótimo”
para participar dos treinos.

Torcedores fanáticos

Seu Humberto Nascimento, 56, já jogou no Confiança e agora acompanha todos os treinos e jogos do time proletário.  “Eu joguei no clube nos anos de 71 e 72 como meia.  Eram tempos diferentes. Agora o time está bom, mas precisa melhorar.  Com mais cinco peças do meio de campo para a zaga, a gente pode dar um show nos gramados”, acredita.

O torcedor Givaldo Alves de Oliveira admite ser ‘doente’ pelo Confiança.  Ele esteve acompanhando o treino do time no

Humberto já jogou no Dragão
estádio Sabino Ribeiro, na tarde desta quinta-feira, 30. “Eu moro em Maruim e vim resolver uns negócios em Aracaju e não poderia deixar de acompanhar o treinamento do meu time que está ótimo, não precisa mudar nada. Sou doente de coração. O meu placar para o jogo do próximo domingo, 3 contra o Sergipe é de 2 x 0, claro para o Confiança”, aposta Givaldo que já foi para Recife (PE) e Juazeiro (BA), torcer pelo time proletário.

E para torcer pelo time do bairro Industrial, não tem idade.  O pequeno Wellington Correia Silva, 10, disse que já nasceu torcendo pelo Dragão.  “Toda a minha família é Confiança. Meu pai, minha mãe e meus irmãos e eu não perco um treino aqui no Sabino. Venho ver o meu ídolo, Robinho, que é o melhor

Wellington: “Já nasci Confiança”
jogador”, aponta.

Dia de Festa

A diretoria do Confiança comemorou o aniversário dos 73 anos do Confiança com uma Missa em Ação de Graças a partir das 9h no Estádio Sabino Ribeiro. Após a missa, foi oferecido um bolo para torcedores, jogadores, familiares e todos que comparecerem à festa.

Interação

Quer ajudar a compor a galeria de imagens dos apaixonados pelo Confiança? Então mande sua foto para o email jornalismo@infonet.com.br. E se você também quer escancarar seu amor pelo time do bairro Industrial, mande sua mensagem através do link “Enviar Comentário”.

Por Aldaci de Souza e Glauco Vinícius


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais