Confiança e Inter brigam por uma vaga

0

Confiança e Internacional se enfrentam, na noite de hoje, no Estádio Lourival Batista, pela primeira fase da Copa do Brasil. Se os visitantes vencerem o confronto por uma diferença de dois gols, não haverá a necessidade do segundo jogo, no dia três de março, no Beira Rio, em Porto Alegre. O técnico proletário, Jorge Replay, realizou o coletivo apronto, na última segunda-feira, no Estádio Sabino Ribeiro, em que definiu os titulares que enfrentam o time gaúcho. O meio-campista Bruno cede a vaga para Rivelino, enquanto que Nei entra no lugar de Jaedson. O time treinou com: Fábio, Nei, Jorge Luiz, Junior, Felipe e Ramon; Gil, Rivelino e Hofman; Dagil e Jéferson Carioca. O goleiro do Confiança, Fábio, afirmou que já teve o privilégio de jogar contra o zagueiro Sangaletti, quando ele estava no Sport e o goleiro Clemer, na época que ele atuava no Remo. Para Fábio, o Internacional tem uma grande equipe que merece todo respeito e hoje conta com uma das melhores duplas de ataques do Brasil, que é composta por Oseas e Nilmar. Fabio ressaltou que o jogo contra o Inter é de suma importância, pois não acontece todo o dia. “Vamos valorizar essa oportunidade e melhorar o nosso desempenho que deixou a desejar nos dois últimos confrontos e partir em busca de um resultado positivo”, disse o goleiro, acrescentando que a torcida será de fundamental para conquistar os três pontos. De acordo com Fábio, o Internacional é um clube que todo atleta gostaria de atuar, mas o Confiança jogando em casa e ao lado da sua torcida tem que prevalecer a garra e a força de vontade e acima de tudo a determinação para buscar o resultado positivo. “ Depois do Inter, vamos pegar dois clássicos, contra o Itabaiana e Lagartense. Esse confronto pode ser o inicio de uma virada no Campeonato Estadual”, disse o goleiro, destacando que sem menosprezar quem fez os gols no empate de 2 a 2 com o Dorense, raramente toma gol daquela natureza. Fábio disse estar consciente que sempre procura fazer o melhor para ajudar o Confiança a conquistar as vitórias, mas no jogo contra o Dorense, não estava num bom dia, no entanto, através de muito trabalho, atingirá todos os objetivos. “ Sou um atleta que procuro ter determinação e vontade”, disse ele, ressaltando que mesmo sabendo que o Inter vem para Aracaju, com o objetivo de definir a classificação em um só jogo, ainda assim acredita na vitória e a decisão da vaga será no dia três de março, no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre. Fábio aprendeu duas frases com dois ídolos brasileiros. A primeira foi com o goleiro Carlos Germano que diz o seguinte: jogar mal tem que treinar muito e jogar bem também tem que treinar muito. A outra foi com Oscar, cestinha da seleção de basquete, quando ele fala que treina para ser o melhor, mas se ele não for o melhor, duvidará quem treinará mais do que ele. “ Estou lendo um livro que me chamou atenção: não há derrota que derrote quem nasceu para ser um vencedor”, disse Fábio, ressaltando que nasceu para vencer e não vai um jogo que acabará com uma carreira de dez anos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais