Corinthians e Flamengo empatam em Limeira

0

Ainda não foi desta vez que Corinthians e Flamengo melhoraram a caótica situação de ambos no Campeonato Brasileiro. Jogando em Limeira, no interior do estado de São Paulo, as duas equipes não passaram de um empate por 1 a 1. O nível técnico da partida foi muito prejudicado pelo péssimo estado do gramado do estádio Major Levy Sobrinho. Corinthians e Flamengo ficam no 1 a 1 Com o resultado, o Corinthians chegou aos dez pontos e segue rondando a zona de rebaixamento. A igualdade manteve o rubro-negro carioca entre os quatro últimos da competição com oito pontos. Foi o terceiro empate do Corinthians desde que Tite assumiu o comando do time. Assim que o treinador chegou, a equipe de Parque São Jorge ficou no 1 a 1 com o São Paulo, no Morumbi, e repetiu a dose contra o Goiás, no Serra Dourada. No primeiro tempo, os anfitriões foram superiores e acertaram a trave de Júlio César em duas ocasiões. Porém, a frieza dos números fez com que o placar indicasse uma igualdade em um gol. Júnior Baiano marcou para o time da Gávea e Gil, após 224 dias de jejum, empatou. O ritmo na etapa final foi mais ameno e os times pouco criaram. No fim, cansadas, as equipes procuraram tocar a bola e pouco se arriscaram. O Corinthians volta a campo no próximo domingo, quando jogará contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Já o Flamengo terá uma semana decisiva pela frente. Na próxima quarta a equipe carioca enfrenta o Santo André, no Parque Antarctica, pela partida de ida da final da Copa do Brasil. No sábado, pelo Campeonato Brasileiro, o rubro-negro carioca recebe o Figueirense, no estádio da Cidadania, em Volta Redonda. O jogo A partida foi realizada em Limeira, pois o Corinthians perdeu o mando de campo por invasão de torcedores no gramado do Pacaembu na derrota por 5 a 1 para o Atlético-PR, no dia 23 de maio. O Flamengo entrou em campo desfigurado por suspensões e lesões. Seis titulares que enfrentaram o Vitória, incluindo Felipe, desfalcaram a equipe. No Corinthians, a expectativa era a oportunidade de alcançar a primeira vitória com Tite no comando da equipe. O alvinegro paulista começou assustando logo com 1min. Rogério cobrou falta lateral e Marcelo Ramos cabeceou forte. A bola bateu no pé da trave e assustou Júlio César, que nem se mexeu no lance. Mas o início promissor da partida não se comprovou nos minutos seguintes. As equipes se estudaram e erraram diversos passes devido ao péssimo estado do gramado do estádio Major Levy Sobrinho. Em meio a diversas tentativas frustradas de ataque, o Corinthians ameaçou aos 20min. Gil quase pôs fim ao jejum de sete meses sem marcar em bela jogada. Esperto, o atacante livrou-se da zaga rubro-negra e bateu de fora da área. Júlio César espalmou para escanteio. Ressentindo-se dos desfalques, o rubro-negro carioca nem ameaçou o gol de Fábio Costa nos primeiros 30min. Em contrapartida, o Corinthians chegou muito perto do gol novamente. Aos 33min, Coelho aproveitou falha de Roger e bateu alto, no ângulo de Júlio César. Entretanto, o travessão evitou que os paulistas abrissem o placar. O Flamengo demorou a chutar, mas logo na primeira tentativa conseguiu marcar. Aos 36min, Ibson cobrou falta da entrada da área. Fábio Costa defendeu parcialmente, mas Júnior Baiano aproveitou o rebote e marcou. Contudo, o troco do clube do Parque São Jorge foi instantâneo. Um minuto depois, Rogério bateu escanteio da direita e Gil subiu mais que Roger. Sem muita dificuldade, o camisa dez cabeceou no canto de Júlio César e pôde comemorar um gol de sua autoria após 224 dias. O Corinthians continuou ameaçando bastante nas bolas aéreas na etapa final. Aos 5min, Rogério centrou, mas Jô cabeceou por cima da baliza do Flamengo. Logo depois, Marcelo Ramos recebeu na frente de Júlio César e tentou encobri-lo. O chute saiu forte e passou por cima do gol adversário. A pressão paulista continuou forte nos minutos seguintes. Aos 13min, Júlio César praticou uma defesa extraordinária em cobrança de falta de Rogério. O Flamengo só assustou os corintianos aos 18min. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Júnior Baiano deu um voleio, mas a finalização passou acima do gol rival. Aos 24min, uma falha grotesca de Fábio Costa quase propiciou um gol ao Flamengo. Porém, Marcelo, que entrara no lugar de Jean, demorou a finalizar e acabou travado pela zaga. O jogo ficou mais equilibrado, com as duas equipes dando a impressão de que poderiam marcar o gol da vitória a qualquer momento. No entanto, o placar permaneceu inalterado. A última boa chance aconteceu aos 35min, quando Rogério arrancou entre a zaga adversário, mas na hora do chute isolou a bola. CORINTHIANS Fábio Costa, Váldson, Betão e Anderson; Coelho (Edson), Rogério, Wendell, Gil e Renato (Zé Carlos); Jô e Marcelo Ramos (Wilson) Técnico: Tite FLAMENGO Júlio César, Henrique, Júnior Baiano, André Bahia; Gauchinho, Douglas Silva (Robson), Juliano (Athirson), Ibson e Roger; Jean (Marcelo) e Diogo Técnico: Abel Braga Local: estádio Major Levy Sobrinho, em Limeira (SP) Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (Fifa-PE) Assistentes: Erick Bandeira (PE) e Irani Pinto da Paz (PE) Cartões amarelos: Henrique (F), Gil (C), Júnior Baiano (F), Wendell (C) Gols: Júnior Baiano, aos 36min do 1º tempo, Gil, aos 38min do 1º tempo

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais