Corinthians pagou R$ 6,1 milhões à neta de Dualib

0

SÃO PAULO – A relação entre o Corinthians, presidido por Alberto Dualib, e a empresa SMA, que pertence à neta dele, Carla Dualib, é mais estreita do que parecia. Conforme matéria publicada nesta terça-feira pelo jornal “Folha de São Paulo”, o acordo com o clube rendeu à empresa aproximadamente R$ 6,1 milhões desde que foi assinado, em fevereiro de 2003.
De acordo com a reportagem, o valor se divide em duas parcelas. Uma, referente aos 10% a que a SMA tem direito como intermediária nos contratos de patrocínio do Timão. Nesse caso, os valores chegam a R$ 4,8 milhões. O restante corresponde a uma remuneração mensal fixa de R$ 38 mil, somados os valores desde a assinatura, em fevereiro de 2003, até o vencimento, em fevereiro de 2006. A empresa de Carla Dualib também ganha 10% do que o Corinthians arrecada com royalties e 15% do dinheiro proveniente das escolinhas de futebol com a marca do clube.

A conta bancária da SMA deveria engordar em 2005, mas a MSI, nova parceira do Timão, tratou de fechar a torneira. Em primeiro lugar, não renovou os contratos de patrocínio com a Pepsi e a Siemens, alegando que os valores pagos eram irrisórios. Também porque, segundo a “Folha de São Paulo”, Kia Joorabchian, representante da MSI, pretende diminuir ao máximo o pagamento de comissões a Carla Dualib.

A proprietária da empresa de marketing preferiu não comentar as informações, alegando que não se manifesta sobre contratos com clientes. A assessoria de imprensa, porém, admite que os valores estão corretos. Já Alberto Dualib, que não foi localizado pela reportagem, costuma se defender alegando que os valores são semelhantes aos pagos pelos clubes a qualquer empresa de marketing.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais