De ponta a ponta, Daniel Serra vence pela primeira vez na F-Renault

0

Piloto paulista largou na pole position e marcou também a volta mais rápida da etapa. Bia Figueiredo foi a segunda colocada em uma corrida que homenageou Galvão Bueno Depois de quatro segundos lugares obtidos nas seis últimas corridas que disputou pela Fórmula Renault, o piloto paulista Daniel Serra venceu, de ponta a ponta, pela primeira vez na Fórmula Renault. A segunda etapa da temporada de 2004, realizada neste domingo (4) em Londrina e batizada de GP Galvão Bueno, terminou com a paulista Bia Figueiredo, única mulher da categoria, na segunda colocação, e com o brasiliense Alexandre Foizer em terceiro. Serra largou na pole position e chegou a ser ameaçado por Bia nas primeiras voltas. Só na nona passagem o piloto da Bassani Racing conseguiu abrir vantagem e, a partir desse momento, começou a estabelecer, seguidas vezes, a volta mais rápida da prova. “Fizemos um carro para a segunda metade da corrida. No começo a Bia apertou bastante, mas a gente achava que poderia haver a entrada do safety car e foi isso que aconteceu. Acho que a corrida foi perfeita”, comemorou o piloto. Com esse resultado, Daniel Serra foi a 56 pontos e assumiu a liderança do campeonato, que tem Bia Figueiredo em segundo, com 44, e Alexandre Foizer em terceiro, com 37. “Essa vitória não poderia ter vindo em melhor hora, porque estou atrás de patrocínio para as próximas etapas”, completou Serrinha, filho do tri campeão de Stock Car, Chico Serra. Bia Figueiredo, melhor estreante no ano passado, obteve seu melhor resultado na Fórmula Renault. A garota, que já tinha subido ao pódio na primeira prova da temporada, confirmou a boa fase e infernizou Serra nas primeiras voltas. “Larguei bem, mas aqui em Londrina é difícil ultrapassar e por isso acho que boa parte do resultado da prova foi definido no treino de classificação. Para o campeonato, o segundo lugar foi ótimo”, falou Bia. Alexandre Foizer, piloto de Brasília que terminou no terceira posição, atingiu seu objetivo nesse início de temporada. Ele correrá em casa na próxima etapa, marcada para o dia 30 de maio em Brasília, e já venceu nesse circuito. “Quem sabe em Brasília consigo repetir o bom resultado. Estou pensando no campeonato, procurando sempre marcar pontos, e a vitória vai chegar na hora certa”, disse ele. Como era esperado, a largada e a primeira volta foram fundamentais para a definição das posições na prova deste domingo. Alan Hellmeister, da Dragão Motorsport, largou bem e passou da oitava para a terceira posição antes da Curva do Mergulho. Ele tinha a posição garantida mas rodou e abandonou a prova ao forçar demais a ultrapassagem sobre Bia Figueiredo na 23ª volta. Confusão entre Iaconelli e Salustiano Paulo Salustiano, que chegou à Londrina na liderança do campeonato, ocupava a sexta posição quando bateu no muro na parte interna da reta oposta em uma tentativa de ultrapassagem sobre Carlos Iaconelli. O acidente deixou parte do carro do piloto da M4T na pista e provocou a entrada do Safety Car na 13ª volta. “Ele mudou duas vezes de trajetória e jogou o carro pra cima de mim”, declarou Salustiano. Iaconelli, que recebeu a bandeirada em quarto, e disse que defendeu a posição de forma limpa, mas não convenceu a direção de prova: acabou penalizado em 20 segundos e caiu para nono. A decisão saiu cerca de duas horas depois do fim da prova, e o piloto tem cinco dias para recorrer do resultado. “Saí do ‘S’ e fechei para dentro. Foi uma manobra normal, tanto que o bico do carro dele bateu na minha roda traseira”, falou o piloto da Prop Car. Com isso, ele perdeu a vitória entre os pilotos Novatos para Vinícius Canhedo, que recebeu a bandeirada em oitavo. Os dois estão empatados na liderança do torneio paralelo, com 54 pontos. Luca Galvão Bueno recebe homenagem de Serra Batizada de GP Galvão Bueno, a segunda etapa da Fórmula Renault Brasil foi uma homenagem aos 30 anos de carreira de um dos mais conhecidos nomes do jornalismo esportivo brasileiro. O narrador e apresentador foi representado por sua esposa, Desiree Soares e por seu filho caçula, Luca Galvão Bueno, de três anos de idade. Ele recebeu das mãos de Daniel Serra um troféu em homenagem a seu pai, ao som do “Tema da Vitória”. Corrida – Fórmula Renault 1º) Daniel Serra (SP, Bassani Racing), 30 voltas, tempo 41:14.623, média de 137.25 km/h 2º) Bia Figueiredo (SP, Cesário Fórmula Renault), a 1.242 3º) Alexandre Foizer (DF, Cesário Fórmula), a 4.371 4º) Diego Nunes (SP, Full Time), a 5.566 5º) André Sousa (SP, Full Time), a 6.749 6º) Felipe Lapenna (SP, M4T Motorsport), a 7.126 7º) Douglas Soares (SP, M4T Motorsport), a 8.254 8º) Vinicius Canhedo (DF, Full Time), a 24.768 9º) Carlos Iaconelli (SP, Prop Car Racing), a 25.323 10º) Rony Breuel (SP, Bassani Racing), a 28.484 11º) Igor Ciampi (MG, Vogel Motorsport), a 28.692 12º) George Altmann (SP, Dragão Motorsport), a 29.554 13º) Lú Boesel (PR, Bassani Racing), a 2 voltas 14º) Gustavo Foizer (DF, Cesário Fórmula), a 5 voltas 15º) Alan Hellmeister (SP, Dragão Motorsport), a 7 voltas 16º) Paulo Salustiano (SP, M4T Motorsport), a 18 voltas 17º) Rafael Morgesten (IT, Vogel Motorsport), a 20 voltas 18º) Anderson Faria (RJ, Prop Car Racing), a 27 voltas Melhor Volta: Daniel Serra (03) na 19ª volta – tempo 1:17.161 media de 146.73 km/h 1) Daniel Serra (SP), 56 2) Bia Figueiredo (SP), 44 3) Alexandre Foizer (DF), 37 4) Paulo Salustiano (SP), 30 5) Diego Nunes (SP), 26 6) Igor Ciampi (MG), 12 Carlos Iaconelli (SP), 12 Douglas Soares (SP), 12 André Sousa (SP), 12 10) Felipe Lapenna (SP), 10 11) Vinícius Canhedo (DF), 8 12) Gustavo Foizer (DF), 6 13) Rony Breuel (SP), 2 14) Anderson Faria (RJ), 1

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais