Diretor da FSF defende entidade das acusações de agir irresponsavelmente

0

Têm sido constantes, os desencontros entre a Federação Sergipana de Futebol e o Comando do Policiamento da Capital. Com isso, a ausência de policiais em alguns jogos, tem causado um desconforto e um desgaste desnecessário, entre as duas entidades, fazendo com que de ultima hora, o oficial de plantão seja obrigado a deslocar um pequeno contingente, para segurança nos estádios. Este ano, o fato aconteceu pela primeira vez na cidade de Maruim, por ocasião da partida entre Maruinense e Itabaiana e se repetiu no ultimo sábado, no Batistão, na partida entre Sergipe e Riachuelo. O problema só foi solucionado devido a interferência do diretor de árbitros Luis Eduardo Costa, que se prontificou em telefonar para o 190, telefone do quartel da PM, através do qual, conseguiu o deslocamento de duas viaturas do Serviço der Rádio Patrulha, que chegou ao estádio já com o jogo em andamento. Ontem, o Vice-presidente de Comunicações da Federação Sergipana de Desportos, Antonio Custódio Santana disse que não sabe a quem atribuir esses desencontros, mas não admite que a FSF venha a ser rotulada de irresponsável, como foi no último sábado, pelo oficial de plantão no Quartel Geral da PM. O diretor explicou toda a sistemática adotada, que é a mesma de outras temporadas. “Se existe irresponsabilidade, posso adiantar que não é por conta da FSF, que vem cumprindo com o seu papel de informar a todos os órgão integrados ao sistema, o dia, horário e local dos jogos, de todas as competições promovidas pela entidade”, defende-se Custódio Santana. O diretor da FSF informou ainda, que muito antes do início do campeonato enviou oficio GP / 0008 / 2004 às autoridades como o Secretário da Segurança Pública, Comandante do Corpo de Bombeiros, Comandante do Policiamento do Interior, Comandante do Policiamento da Capital e Comandante Geral da Policia Militar, entre outras entidades. – Além da tabela oficial da competição, anexa ao referido ofício, informamos e solicitamos as devidas providências, para a realização dos jogos entre Sergipe e Americano e Confiança e Internacional-RS, ambos pela Copa do Brasil. E, sempre que há qualquer modificação, informamos com a devida antecedência. Então, não tem nenhum fundamento, se dizer que a FSF não cumpriu com sua obrigação, de comunicar data dos jogos e solicitar o devido policiamento”, afirma Custódio Santana.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais