Investimentos em estados que não serão sede da Copa

0

(Fotos: Akimi Watanabe)

À convite da Comissão de Turismo e Desporto, da Câmara Federal, o secretário-adjunto do Turismo de Sergipe, José Roberto de Lima, esteve participando dos debates acerca da situação dos estados que não participarão diretamente da Copa do Mundo de 2014 (Acre, Alagoas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins).

Durante o debate, foram discutidos investimentos oriundos do governo federal que também irão contemplar as cidades ‘não-sedes’ da Copa de 2014, mas de que alguma forma estarão inseridas no roteiro dos turistas que virão ao Brasil.

O Governo de Sergipe, através da Setur, tem cobrado apoio dos Ministérios do Turismo e do Esporte para que sugiram ao Comitê Organizador Local da Copa de 2014 que os Centros de Treinamentos (CT’s) fiquem localizados, preferencialmente, nos estados que não serão sede da Copa. “Esta é uma forma de tornar a Copa 2014 efetivamente um evento nacional, distribuindo da melhor forma os impactos econômicos do evento e dos próprios investimentos públicos, como por exemplo, a Ponte Gilberto Amado que contou com apoio fundamental do Mtur”, disse José Roberto de Lima, que participou da audiência pública como debatedor.

Fonte: Setur/Emsetur com informações da Agência Câmara

Comentários