Jogos da Primavera acontecerão todos os anos

0

Miriam agradece governador pelo retorno dos jogos
Entrou hoje em vigor a lei nº 319/2004, que institui os Jogos da Primavera como evento permanente e seqüencial do calendário esportivo de Sergipe. O documento que sanciona a lei foi assinado pelo governador do Estado, João Alves Filho, pelo secretário da Educação, Lindbergh Gondim de Lucena e pelo secretário de Governo, Nicodemos Falcão, na presença de aproximadamente 200 atletas de escolas da rede estadual, municipal e particular. Durante a ocasião, que aconteceu no Palácio de Veraneio, foi oferecido um café da manhã à imprensa e a todos que contribuíram para o retorno do maior evento esportivo estudantil.
“Estaremos evitando que um outro governante suspenda os Jogos da Primavera”, ressaltou o governador João Alves logo após sancionar a lei. O projeto, enviado para a Assembléia Legislativa de Sergipe, foi aprovado por todos os deputados na última semana. Com isso fica garantido que o governo disponibilizará todos os recursos – financeiros, humanos e técnicos – necessários para a realização do evento. “Os Jogos da Primavera são um celeiro para formação de atletas. Também cumprirá outro papel que é formar jovens saudáveis e preparados para enfrentar os desafios da vida, além de tirá-los do caminho das drogas”, destacou João Alves.
O secretário de Estado da Educação, Lindbergh Lucena, entregou ao governador o relatório de todas as atividades que aconteceram nos Jogos da Primavera e considerou a lei como uma das maiores iniciativas do governo atual. “Os jovens finalmente estão tendo a oportunidade de mostrar o que sabem. Esta lei perpetua a participação da juventude no esporte”, disse o secretário. A assessora do Departamento de Educação Física (DEF/SEED), Mirian Márcia Garangau, destacou a criação do departamento, que é responsável pelo esporte nas escolas. De acordo com ela, a criação da lei mostra a vontade política e o compromisso do governador com a educação.
Para a atleta de handebol, Maira Fontes, aluna do colégio estadual Petrônio Portela, a lei foi importante para incentivar a competição. “Como existem várias escolas participando, quem sabe um dia poderemos estar jogando em clubes fora de Sergipe. Gostei muito dessa iniciativa e espero um dia ser revelada”, disse a jogadora, que foi uma dos destaques dos Jogos da Primavera.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais